BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, dezembro 22, 2017

Troféu Mr. TV, edição 2017




Novela do ano: O Outro Lado do Paraíso está entrando em seu terceiro mês de exibição e conquistou o público com a vingança de Clara (Bianca Bin, sempre ótima). A Força do Querer, a antecessora, merece todos os elogios possíveis, há tempos uma novela das nove não era tão aclamada (principalmente pela crítica), mas O outro lado do paraíso é frenética, polêmica, linda, com ótimos ganchos, música, elenco etc., por isso, leva o prêmio.
Além de A Força do Querer, merecem também aplausos Novo Mundo e Malhação Viva a Diferença.


Atriz: o ano foi incrível com relação às novelas, e como choveu boas interpretações na ala feminina. No páreo Bianca Bin, Paolla Oliveira, Letícia Colin, Ísis Valverde, Marjorie Estiano, Nanda Costa e Juliana Paes. 2017 foi de Bibi Perigosa, o melhor personagem de Juliana em novelas. Merecido!

AtorJúlio Andrade era pouco conhecido da TV, normalmente, figura bastante nas telonas e/ou séries da TV paga, mas o protagonista Evandro da excelente Sob Pressão (Globo) emocionou quem o assistiu. Em todos os momentos, Júlio foi simplesmente incrível. Bravo!
Menção honrosa: Emílio Dantas (Rubinho), Sérgio Guizé (Gael), Marco Pigossi (Zeca) e Caio Castro (D. Pedro I).

Minissérie: sem sombras de dúvidas, Sob Pressão, pelo enredo, pelas pautas, pelas interpretações, não deveu em nada às séries ER e Grey's Anatomy, julgo até melhor.

Vilã ou vilãoDébora Falabella foi a adorável (e louca) vilã Irene, de A Força do Querer. Espetacular! Menção honrosa: Marieta Severo, Emílio Dantas, Gabriel Braga Nunes, Leopoldo Pacheco e Jonathan Azevedo (Sofia, Rubinho, Thomas, Fred sem alma e Sabiá).

Melhor reprise de novela: foi um ano bom de reprises, na Globo, tivemos Senhora do Destino, no Viva, Tieta e Por Amor. Todas excelentes. A reprise do ano é Por Amor.

Ator coadjuvanteMarcelo Serrado (Malagueta).
Atriz coadjuvanteGlória Pires (Elizabeth/Duda).
Ator cômico: Guilherme Piva (Licurgo).
Atriz cômicaVivianne Pasmanter (Germana).
Melhor coisa na TV em 2017: o ano foi de boas novelas: O Outro Lado do Paraíso, A Força do Querer, Novo Mundo, Tempo de Amar, Malhação Viva a Diferença, Por Amor, Tieta, Carinha de Anjo, Pega-Pega, enfim, que continue do mesmo jeito em 2018. Palmas!
HumorísticoTá no ar: a TV na TV.
Infantil: não há bons programas infantis na TV aberta. O melhor, aliás, é uma série dos anos 70, feita por uma emissora mexicana e que nem passa muito na TV, é o Chaves.
Auditório: Domingão do Faustão (Globo). Este ano foram poucos os domingos que o programa deu menos de 20 pontos. Coisa rara.
ApresentadorSilvio Santos. O verdadeiro Rei dos domingos.
ApresentadoraXuxa (por Dancing Brasil).
Programa femininoMais Você.
Programa de esportesSportsCenter (ESPN Brasil).
TelejornalJornal da Globo, o mais noticioso do ano, o que mais tocou no dedo da ferida, não poupando os políticos corruptos. O melhor, pelo segundo ano consecutivo.
ÂncoraWilliam Waack, extremamente impossível (no bom sentido da palavra). William foi demitido esta semana por conta de um comentário racista (totalmente contra o ato praticado por ele), mas o profissional Waack vai fazer muita falta ao telejornal.
Reality: Dancing Brasil, da Record.
Melhor programa de entrevistasLady Night.
SurpresaTatá Werneck como entrevistadora de TV. A atriz, humorista e agora apresentadora divertiu e entra no time de Bial, Porchat e Gentili, conseguindo ser melhor que eles, se é que é possível. Jô e Gabi aplaudem de casa, com certeza.
Trio fantásticoa trupe liderada por Germana, Licurgo e Elvira (Vivianne, Guilherme e Ingrid) de Novo Mundo.  Inesquecível.
Par românticoJeizeca (Paolla e Pigossi).
Revelação feminina: Carol Duarte, a Ivana ou o Ivan de A Força do Querer.
Revelação masculina: Silvero Pereira, o Nonato ou a Elis Miranda de A Força do Querer.
Eles merecem muitos aplausos: Fernanda Montenegro, Lima Duarte, Natália Thimberg, Laura Cardoso, Juca de Oliveira, Tônico Pereira, Betty Faria, Othon Bastos, Zezé Polessa e Elizângela. Espetaculares.

Considerações finais: o Corinthians foi o grande campeão brasileiro de 2017, conquistou seu sétimo título na competição. O Internacional voltou à Série A e seu arquirrival Grêmio abocanhou a Taça Libertadores da América.








A talentosa Cátia Fonseca

Em 1999, Cátia Fonseca substituiu Ana M. Braga no extinto Note & Anote. Não ficou muito tempo, pois segundo revistas da época, Cátia foi demitida ao levar uma 'puxada de tapete' de Claudete Troiano. A Gazeta, esperta, a contratou para apresentar o Mulheres. Cátia é uma apresentadora ímpar, e tal e qual Ana Maria, tem a confiança de seu público. A Band, precisando de up em sua programação, a contratou. A torcida, agora, é que a Band saiba aproveitar o talento de Cátia, com certeza, sua grande aquisição em anos. 

Em tempo: e como está linda a Cátia Fonseca, né não?

Na TV Gazeta, Regina Volpato assume o Mulheres em 8 de janeiro, com muitas chances de virar a titular pelos próximos anos. 

quinta-feira, dezembro 21, 2017

Os piores do ano, versão 2017

O Pânico de Emílio Surita, quem diria, se despede da TV sem deixar saudades.

Pior novela: A pior novela do ano é Apocalipse, a atual novela das oito da Record. Os ataques gratuitos à Igreja Católica e as alterações feitas pela filha de Edyr Macedo foram o estopim para a queda da TV Record, que há dois anos chegou a 28 pontos de audiência com Os Dez Mandamentos. O ator Flávio Galvão, que participa da novela, deu uma sugestão: - Não gostam da novela? Mudem de canal! Ok, Flávio! 

Pior ator: Fiuk, disparado! Sua interpretação destoava tanto do restante do elenco, que seu personagem Ruy começou a ser chamado de Ruym nas redes sociais.

Pior atriz: Não tem pra ninguém. A pior atriz do ano foi Camila Queiróz. Camila vem de bons papéis na TV: Angel e Mafalda (ambas de novelas de Walcyr Carrasco), mas sua atual, Luíza, é sem graça, apagada, ou seja, a atriz não deu conta do recado ao assumir o posto de protagonista de uma novela.

Pior vilã ou vilão: Susana Vieira (não deu muito certo como Cora). 
Pior ator coadjuvanteEriberto Leão (sofrível em O Outro Lado do Paraíso).
Pior atriz coadjuvanteNatália do Valle (interpretando o mesmo personagem há anos).
Pior ator cômico: Paulo Gustavo  (alguém conseguia rir com ele em A Vila (Multishow)?).
Pior atriz cômicaKatiúscia Canoro (também de A Vila).
Pior coisa na TV em 2017Pânico na Band está a cada domingo pior. Saudades da trupe de quando era da RedeTV! Muito chato! Pouco humor! Pouca coisa interessante. Lembra muito o Jackass. Faz tempo que andam copiando essa linha, porém, extrapolando no mal gosto. Marcelo de Carvalho riu muito ao saber do término do programa. Não deixará saudades.
Pior humorísticoAdnight mudou em relação à temporada 1, mas continuou sem graça. Adnet, ótimo no Tá no Ar e na Escolinha, precisa de umas aulas com a colega Tatá, perfeita em Lady Night (por que a Globo não investe nesse programa na TV aberta?).
Pior programa de auditórioMesmo a Record ser especialista em programas de sensacionalismo, todos muito ruins, lê-se Domingo Show, Gugu e A Hora do Faro, o saturado Domingo Legal, do SBT, merece muito mais o prêmio de pior programa de auditório, por ser uma cópia mal feita desses programas citados.
Pior apresentadorGeraldo Luís. (João Kléber é melhor que ele).
Pior apresentadoraSabrina Sato. Houve uma época que não podia nem escutar a voz da Luciana Gimenez, mas perto de Sabrina, como la Gimenez cresceu como animadora de TV, né não?
Pior programa femininoMelhor pra você (Redetv!) (e olha que o Hoje em Dia está ruim demais).
Pior programa de esportesOs donos da bola (Band) (Quem gosta do Neto levanta a mão!). Pelo segundo ano consecutivo.
Pior telejornalCom a entrada do jornal Primeiro Impacto, o SBT descambou para a falta de compostura e de ética. Ganha o título de pior telejornal de 2017. 
Pior âncoraDudu Camargo. (Dudu é jornalista? Colocá-lo à frente da bancada é pedir para os telespectadores mudarem de canal. Ele é muito forçado. Chega a ser angustiante).
Pior reality: The Voice Brasil (sério que escolhem a melhor voz do Brasil?).
Pior programa de entrevistas: todos são bons (mesmo).
Foi mal: Lazinho com você. O argh vai desde o nome da atração até seu formato.
Pior série: Mister Brau (está chata).
Pior reprise: O Fim do Mundo (VIVA).

Considerações finais: Coritiba e Avaí estão na Série B. 

sábado, dezembro 16, 2017

Vem aí Deus Salve o Rei, com Rômulo Estrela, Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine

A Globo lança em janeiro a nova novela das sete, com ares de Game of thrones e Outlander, séries de sucesso da atualidade. Confiram o clipe de lançamento:

TVs abertas, contratem Rodrigo Hilbert e Rita Lobo!


Rita Lobo e Rodrigo Hilbert brilham na TV Paga (GNT) em programas de culinária, são talentosos e carismáticos. Como conseguir entender que ainda não foram contratados pela TV Aberta? 
Há 20 anos, a Record apostava alto em Ana Maria Braga no extinto Note & Anote. Ana arregaçava as mangas e fazia pratos deliciosos (ainda faz, mas na Globo). Na TV Aberta, tirando a Ana, nenhuma outra (ou outro) entende de culinária. Tem o Edu Guedes na Rede TV!, mas sua popularidade é fraca. Ver Cissa Guimarães, Ana Furtado, André Marques, Zeca Camargo e Patrícia Poeta fingindo saber fritar um ovo é deprimente, e na Record, o Hoje em Dia é muito chato, assim como seus apresentadores (todos purgantes).
Rita e Rodrigo conquistariam ainda mais público se fossem para a TV Aberta. Enquanto as emissoras não percebem dois dos melhores apresentadores (e culinaristas) da TV, a GNT segue com os melhores programas de receitas. Rita é a sucessora natural de Ana Maria e Rodrigo (conhecido como o homão da p.) se daria bem até em programas de auditório, melhor até que sua esposa, a Fernanda Linda Lima.


sexta-feira, dezembro 08, 2017

Sábado com a Xuxa

A apresentadora Xuxa, do ótimo Dancing Brasil, renovou seu contrato com a Record até 2020. No entanto, entretanto, porém, todavia, os fãs de Xuxa querem mais Xuxa e não se cansam de pedir Xuxa em programas estilos Xou da Xuxa e/ou Planeta Xuxa
Um programa infantil com tão poucos programas infantis para a Xuxa não seria uma boa? A Record é tão fraca nos sábados no ibope que um Sábado com a Xuxa seria uma boa tacada. Claro que Xuxa como Xuxa nos áureos tempos do Xou da Xuxa não funcionaria mais. Nada de botinhas, xuquinhas e beijinho, beijinho, tchau, tchau, Xuxa voltaria em algo como um Xuxa no Mundo da Imaginação reformulado, repaginado, incluindo muitos desenhos e muitas séries (a moda são séries) (ver a seguir). Já pensou um Turma da Xuxa, das 7 da manhã até a 1:30 da tarde?
Os fãs do Planeta Xuxa poderiam ter Xuxa das três e dez da tarde até as oito da noite. Um PXM (Programa Xuxa Meneghel). Ver exemplo a seguir.
No final da noite, o reality (único ao vivo do dia) do Dancing Brasil.

Vejam o que acham:


Sábado na Record TV.

7:00 – Turma da Xuxa (detalhado).
7:00 – Abertura (regravação Turma da Xuxa) – A abertura dura 1 min. O clipe é cantado por Rafa Gomes (que é contratada do programa).
7:01 – Ao lado de Rafa Gomes e outras três crianças selecionadas pelo programa, Xuxa dá um bom dia para os baixinhos e anuncia o que vai rolar durante o programa Turma da Xuxa. As crianças e Xuxa devem ser bem espontâneos nessa apresentação. O visual deve ser bem colorido.
7:05 – Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é Peppa Pig). Peppa Pig tem 18 min. de duração.
7:23 – Palhacinho (Xuxa de Palhacinho ensina números, letras, brincadeiras lúdicas).
7:24 – Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é O incrível mundo de Gumball). O incrível mundo de Gumball tem 12 min. de duração.
7:37 – Intervalo (no canto do vídeo um relógio marca “Voltamos em 3 min.”).
7:40 – Clipe Xuxa (músicas do XSPB).
7:42 – Conselhos da Bruxa Keka. Participação Turma da Mônica. Um integrante da Turma da Mônica pede um conselho e a Bruxa Keka aconselha tudo errado. Ex.: Mônica diz para a Bruxa Keka que ela e Magali brigaram por besteira e a bruxa aconselha Mônica a ignorar Magali. Mônica ignora Magali e fica cada vez mais triste. Um tempo depois, se arrepende de ignorar Magali e pede desculpas para ela. As duas se abraçam. Brava, Mônica procura a Bruxa Keka e ataca o coelhinho em cima dela, que cai desmaiada. Parceria com Maurício de Souza.
7:47 – Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é Turma da Mônica). Turma da Mônica tem 25 min. de duração.
8:13 - Intervalo (no canto do vídeo um relógio marca “Voltamos em 3 min.”).
8:16 – Clipe Xuxa (músicas do XSPB).
8:18 – Tô na Xuxa (vídeos dos baixinhos de casa com uma edição bem animada da produção).
8:22 – Cantigas de roda, com Rafa Gomes.
8:24 - Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é Pica-Pau). Pica-Pau tem duração de 15 min.
8:39 – Clipe Xuxa (músicas antigas).
8:41 - Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é Charlie e Lola). Charlie e Lola tem duração de 11 min.
8:54 – Vídeos engraçados do WhatsApp (com crianças e animais).
8:58 – Desenho (vídeos de crianças enviados pelos pais pedem o desenho a seguir, que neste caso é Hora de Aventura). Hora de Aventura tem duração de 11 min.
9:10 – Dicas da Babi (receitas). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=quecyH0Qlnk>. Acesso em: 3 nov. 2017.
9:13 - Intervalo (no canto do vídeo um relógio marca “Voltamos em 3 min.”).
9:16 – Xuxa apresenta o “1 hora de desenhos sem parar” com: As tartarugas Ninja (duração de 22 min.), Homem Aranha (duração de 22 min.) e Dragon Ball Super (com duração de 22 min.).
10:23 – Intervalo de 3 min.
10:26 – 2 min. de Notícia, com Janine Borba.
10:28 – Mais 1 hora com: Dragon Ball Z Kai (duração de 22 min.), Jovens Titãs em Ação (duração de 15 min.) e Peanuts (23 min.).
11:29 – Intervalo de 3 min.
11:32 - Entrevistinha (Xuxa e sua trupe de crianças entrevistam uma celebridade. Muita risada e muita espontaneidade).
11:41 – Série X: Desventuras em Série (45 min.). Esta série será substituída por Era uma vez (Once Upon a Time). Na série, há um intervalo de 3 min.
12:28 – Intervalo de 3 min.
12:31 – Série X: Supergirl (42 min.). Na série, há um intervalo de 3 min.
13:15 – A hora do twitter: Xuxa e as crianças leem e respondem aos comentários do público. Ao vivo.
13:22 – Turma da Xuxa se despede com música.
13:25 – 2 min. de Notícia, com Janine Borba.
13:27 – SuperSessão.
Filmes como A Era do Gelo, Monstros S.A., A Creche do Papai, Dragon Ball, Os Incríveis, Pequenos Espiões 1, 2 e 3, Os Batutinhas, Esqueceram de Mim 1 e 2, Hércules, Zathura, entre outros títulos.
15:10 – PXM (detalhado).
PXM significa Programa Xuxa Meneghel, mas ele sempre será apresentado pelas iniciais.
15:10 – Banda TriGo abre o programa com sucessos de Xuxa. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RM57PvtN06k>. Acesso em: 18 nov. 2017.
15:13 – Xuxa dá seu boa tarde (momento espontaneidade) e conversa com o público de casa.
15:18 – Quadro Quem Sabe Mais? A Pantene, por exemplo, patrocina o quadro. O público de casa registra o rótulo da marca no site do PXM e participa de um sorteio. São 15 perguntas sobre futebol, TV, filmes, atualidades, celebridades, assuntos de escola e música. Cada pergunta certa vale 10 mil reais. Se errar perde 5 mil. No repasse vale 2.500. O vencedor, no final, pode participar do Rodada da Sorte e ganhar mais prêmios, como um carro zero km, produtos de cozinha, TV 50 polegadas ou perder tudo.
Duração do quadro: em média 30 min.
15:48 – Intervalo de 5 min.
15:53 – Reforma dos Sonhos: a gente transforma. Com a equipe de Marcelo Rosenbaum. Neste quadro, patrocinado pela Magazine Luíza, por exemplo, Xuxa conhece a história de uma família do Brasil, famílias guerreiras, gente como a gente, que mesmo com os percalços da vida, conseguem sorrir. A produção de Xuxa reforma a casa desta família, do jeito que eles pedirem, com produtos Magazine Luíza, mas para isso, eles terão que mobilizar a cidade toda e conseguir transformar a vida de uma pessoa ou de uma instituição. Ao final, o antes e o depois da casa. A edição tem que ser perfeita, sensível e alegre, sem sensacionalismo. Duração do quadro: 37 min. em média.
16:30 – Intervalo de 3 min.
16:33 – 2 min. de Notícia, com Janine Borba.
16:35 – Quadro Um Artista na Roda. Patrocinado pela Nestlé. Uma celebridade entra na roda e responde as perguntas mais inusitadas. A intenção é ser muito engraçado. Com Xuxa, participam Paulo Bonfá, Marco Bianchi e Nany People. Média de duração: 20 min. Inspirado no Um homem na roda, do Planeta Xuxa.
16:55 – Intervalo de 5 min.
17:00 – Quadro Ídolos (releitura do programa Ídolos, da Record, concurso de música, superengraçado, com jurados competentes e lindas vozes). Patrocinado pela Nestlé, por exemplo. Duração: 30 min.
17:31 - A hora do merchandising, com Xuxa e Paulo Bonfá.
17:32 – Intervalo de 5 min.
17:37 - Concurso de paródias. Igual ao quadro do extinto TV Xuxa, da Globo. Média de duração: 18 min. Jurados: Nany People, Marco Bianchi e Paulo Bonfá. Banda TriGo também participa. Patrocinado pela Pantene.
17:55 – Xuxa indelicada, espécie de Intimidade, mas gravado na casa da Xuxa (sem baixar o nível) – duração de 10 min.
18:05 – Intervalo de 5 min.
18:10 – Stand up na Xuxa. Patrocínio da Magazine Luíza, por exemplo. Neste quadro, toda semana um humorista de Stand up se apresenta no palco e deve envolver os convidados e a Xuxa. Duração: 16 min.
18:26 – A hora do merchandising, com Xuxa e Marco Bianchi.
18:27 – Vídeos Engraçados, com Xuxa, Paulo Bonfá e Marco Bianchi na bancada. Duração de 20 min.
18:47 – Intervalo de 3 min.
18:50 – 2 min. de Notícia, com Janine Borba.
18:52 – Desafio da semana. Patrocínio: Nestlé (exemplo).
Neste quadro, alguém desafia a rainha. Ex.: eu acerto 5 bolas 8 em 10 tentativas. A Xuxa tem que fazer igual. Se conseguir, este alguém terá que doar 100 cestas básicas para uma instituição. Se Xuxa não conseguir, este alguém ganha 25 mil reais da produção e uma instituição ganha 100 cestas doadas pela Xuxa (pela Xuxa). O quadro deve ter música de suspense e, ao final, um novo desafio para a próxima semana deve ser feito. Estilo Agora ou Nunca, de Luciano Huck. Duração 18 min. em média.
19:10 – Intervalo de 5 min.
19:15 – Conversa com Música: um artista da música responde a várias perguntas da plateia e canta seus sucessos (sem playback). Banda TriGo também participa. Estilo Programa Livre, de Serginho Groisman. Duração de 25 min.
19:40 – Bancada da Xuxa, com Marco Bianchi, Paulo Bonfá e Xuxa. As notícias dos famosos, política, esportes, tudo com muito bom humor. Esse quadro é ao vivo. Duração: 18 min.
19:58 – Tchau de Xuxa e canções dela na voz da Banda TriGo.
20:00 – término.
20:00 – 100% Notícia ao vivo.
Estilo Jornais da Globo News. Com Luciano Cabral.
21:05 – Maratona de séries: Game of Thrones.
2 episódios por sábado.
23:00 – Dancing Brasil ao vivo
00:30 – Programação IURD.

Esporte Fantástico transferiria para o domingo de manhã.

7:30 – Maratona Todo Mundo Odeia o Chris.
2 horas de duração. 4 episódios.
9:30 – Esporte Fantástico.
Participação de: Mylena Ciribelli, Roberto Avalone e Juca Kfouri.
Mesa redonda. Ao vivo.
11:00 – Segue a programação de domingo.

quinta-feira, novembro 30, 2017

Os 39 pontos de O Outro Lado do Paraíso

O Outro Lado do Paraíso em sua primeira fase conquistou uma média de 29 pontos de audiência e justo na semana que Maurício Stycer, Nilson Xavier e Tony Góes, renomados jornalistas do UOL, detonaram a trama de Walcyr Carrasco, o telespectador responde com 36 pontos na segunda, 39 pontos na terça, 34 pontos na quarta (de futebol) e 39 (novamente) na quinta. Em outras palavras, a segunda fase salvou a vida de Walcyr, pelo menos por enquanto.
Em tempo: a sequência das cenas de Clara em uma homenagem a um dos melhores romances do mundo, O Conde de Monte Cristo, foi sensacional. Merecida audiência.

sábado, novembro 04, 2017

Domingão do Evaristão

A primeira vez que vi o jornalista Evaristo Costa na TV foi em uma reportagem para o Mais Você e um fato que marcou foi a insistência dele de não ser chamado de Vavá por Ana Maria Braga: - Ele não gosta (riu Ana Maria na época). Evaristo sabia o que queria. Talentoso, logo chamou a atenção do pessoal da Globo e pouco tempo depois era o apresentador do Jornal Hoje, onde formou a melhor dupla de âncoras da TV: Evaristo e Sandra eram a cara do Jornal Hoje e o Jornal Hoje carecia dos dois. Seus substituto também é bom (afinal, ninguém é insubstituível).
Evaristo seria o sucessor natural de Bonner, mas ele não quis. Sim, caro leitor, ELE não quis. Evaristo pediu a conta da TV e está viajando o mundo. Quem tem Instagram e segue o jornalista sabe o que ele está fazendo da vida diariamente: lá está o Diário do Evaristo, ou aquilo que ele quer que saibamos dele. Até aí tudo bem! 
A pergunta é: qual é a do Evaristo? Ele saiu da TV, mas parece que não quer sair do show business. Na época de sua saída da TV, surgiram boatos de que ele seguiria o mesmo caminho de Fátima Bernardes. Evaristo Costa vai se dar bem se virar apresentador de entretenimento. Um Domingão do Evaristão deve bater recordes de audiência. Não conheço (AINDA!) ninguém que não goste dele, mas foi deselegante, imperdoável e indelicado o seu Evaristo falar que sente saudades do pastel do Brasil em uma pergunta sobre a colega Sandra Annemberg. Evaristo, espontâneo, brincalhão, tem ingredientes básicos para comandar um show na TV, mas ser deselegante com a Annemberg não pode. Retrate-se já.
Faustão está anunciando sua aposentadoria há anos. Gosto do Faustão, mas prefiro o Evaristão. Quando tempo falta ainda para o Evaristo terminar de conhecer o mundo e voltar à TV?
Em tempo: a primeira entrevista dele tem que ser com a Sandra. Só pode ser com ela.

Obs.: Faustão é o apresentador que mais dá audiência no país. Seu Domingão fecha sempre com mais de 20 pontos de ibope.


Audiência de A Padroeira na TV Aparecida é pífia

A reprise de A Padroeira, na TV Aparecida, rende para a emissora 0,2 pontos de audiência na Grande São Paulo. A novela da Rede Globo é de 2001 e também sofreu com a baixa audiência (para os padrões da época). A emissora n. 1 do país cedeu a novela em virtude das comemorações dos 300 anos de N. Senhora Aparecida. A trama é apresentada às 19h com reprise às 22h30. Os 0,2 refletem a falta de propaganda. A turma do marketing da emissora ficou devendo, pois mesmo A Padroeira não ter sido um sucesso no passado, podia pelo menos chegar a 1 ponto (ou mais perto), visto que a Missa exibida pelo canal sempre passa dessa marca. Os filmes de Mazzaroppi costumam marcar mais de 0,5 ponto.
A interpretação dos protagonistas, leia-se Deborah Secco e Luigi Baricelli, comprometeram o andamento da trama: a intérprete de Cecília, aliás, nunca se deu bem com mocinhas, a Sol de América (2005) foi outro insucesso. Maurício Mattar como Fernão carregou A Padroeira nas costas.

Nota da novela: 6,0 ⭐

Enquanto isso... na Globo: a emissora carioca anunciou o retorno de Celebridade (2003). Estreia no final de novembro. Boa escolha.

sábado, outubro 28, 2017

O Outro Lado do Paraíso, primeiros capítulos

Após o fenômeno A Força do Querer, O Outro Lado do Paraíso chega com a difícil missão de manter (ou aumentar) os números de audiência. Se fosse analisar apenas o primeiro capítulo da novela de Walcyr Carrasco, argh!, seria uma morte horrível: faltou emoção, aventura, enredo. Nem o jeito de filme apresentado nos primeiros minutos salvaria. No entanto, veio o segundo capítulo e um "PUTS! Que novelão!" pairou no ar. Fortes emoções. Grandes atuações. Enfim, O Outro Lado do Paraíso mostrou a que veio. O terceiro capítulo foi ao ar apenas na quinta (quarta foi o dia de temer). E mais um baita capítulo.
O Outro Lado do Paraíso me conquistou. O quarteto principal rende boas histórias e estão interligados: Grazi, Bianca Bin, Guizé e Rafael Cardoso estão ótimos. Destaque para o assunto violência doméstica tratado já no segundo capítulo. Todo esse núcleo é especial. O embate de Marieta Severo e Lima Duarte no capítulo 4 foi outro ponto alto. 
Saindo do Tocantins, vamos até o Rio de Janeiro, lá tem o núcleo da Gloria Pires. Percebam a naturalidade de Gloria em cena. Parece que a atriz está na sala de nossas casas conversando, literalmente. Com Gloria, brilham Bárbara Paz e Juca de Oliveira. Elizabeth, ainda, virou amiga de Clara, que foi para a cidade maravilhosa em lua-de-mel. Em tempo: o núcleo das duas se juntará a partir do momento em que se descobrir se tratar de mãe e filha. Haja emoção!
Marieta Severo como Sophia é a Susana Vieira como Branca (Por Amor, 1997, em reprise no VIVA). Sérgio Guizé é Fábio Assunção (Marcelo), Grazi Massafera é Carolina Ferraz (Milena) e Juliana Caldas é Murilo Benício (Leonardo). A diferença é que Walcyr deve mexer um pouco mais na ferida.
4 capítulos depois, O Outro Lado do Paraíso teve 1 primeiro capítulo mais ou menos e três seguintes espetaculares.
Aguardando Laura Cardoso e as suas cenas com Fernanda Montenegro.

Mais destaques: Eliane Giardini, Erika Janusa, Ana Lúcia Torre, Sandra Corveloni, Vera Mancini, Caio Paduan, Fábio Lago, Marcelo Novaes, entre outros.

Audiência:

Capítulo 1: 35 pontos.
Capítulo 2: 33 pontos.
Capítulo 3: 32 pontos.

Novela de Walcyr Carrasco.
Direção de Mauro Mendonça Filho.

Nota: 9,0 (Até agora).⭐⭐⭐⭐

sexta-feira, outubro 27, 2017

Gostei e não gostei do final de A Força do Querer

A Força do Querer terminou no último dia 20 marcando 50 pontos de ibope, perdendo apenas para Avenida Brasil nesta década (a novela da Carminha marcou 52 pontos). A diferença é que A Força do Querer recebeu uma audiência baixíssima de sua antecessora (A Lei do Amor), Avenida recebeu em alta (a antecessora era Fina Estampa). Glória Perez trouxe de volta a hegemonia do horário nobre.
A autora deixou tudo para o último capítulo, exceção à morte de Irene. Esse foi seu erro.
O último capítulo foi bom, mais de duas horas de pura emoção, porém, para ficar perfeito, A Força do Querer precisaria de pelo menos mais uma hora.
A história de Ruy e Zeca se reencontrando, de fato, descobrindo os laços que marcaram suas vidas desde quando eram crianças, merecia mais destaque. Faltou emoção. Era para ter sido a cena do último capítulo. Ainda sobre os dois, Ruy foi julgado? 
Ritinha foi com Ruyzinho para Las Vegas de um dia para o outro. Sem passaporte? Sem autorização dos pais? Ruyzinho, aliás, recebeu o sobrenome de Zeca?
Bibi ficou pouco tempo na cadeia. Pelo menos foi isso que pareceu.
Muitos personagens ficaram sem final: Heleninha, Cândida, Mira etc.
Faltou também mais enfoque na relação Eurico e Nonato/Elis Miranda. Uma pena.
O resto foi tudo muito bom, mesmo!
Juliana Paes, Carol Duarte, M. Fernanda Cândido, Lília Cabral, Débora Falabella, Humberto Martins, Betty Faria, Jonathan Azevedo, Elizângela, Paolla Oliveira, Silvero Pereira, Marco Pigossi, Zezé Polessa, Tonico Pereira, Dan Stulbach, Emílio Dantas, entre outros, merecem todos os elogios, bem como toda a equipe de Rogério Gomes. 

Foi um fenômeno de audiência:

Capítulo 1: 33 pontos.
Último capítulo: 50 pontos.

Média final: 36 pontos.

Nota da novela: 10,0.⭐⭐⭐⭐⭐

terça-feira, setembro 26, 2017

Os 10 mais de Novo Mundo, melhor novela das seis em anos

Novo Mundo foi "uma grande novela, com grandes atores", parafraseando Elvira Matamouros. O último capítulo não parecia último capítulo e destoou do que a novela apresentou durante meses. Por que não teve duelos? Espadas? Humor? Ainda assim, o folhetim foi o melhor do horário em anos (mais que Cordel Encantado e Eta Mundo Bom!).

Os 10 mais de Novo Mundo são: 

1º lugar: Letícia Colin como Leopoldina, a verdadeira protagonista da novela. O sotaque, o sorriso e a linda interpretação da atriz trouxe à tona uma nova vertente para a princesa. Adorável.
2º lugar: Vivianne Pasmanter surgiu irreconhecível como Germana. E não houve quem não se divertiu com a personagem. Do início ao fim, Germana, porca e preguiçosa, levou o público às gargalhadas. Aplausos para a Fiona da novela das seis!
3º lugar: Elvira Matamouros é uma grande atriz, tal e qual Ingrid Guimarães, sua intérprete. Ingrid emocionou sim, muitas vezes, mas foi na comédia que se sobressaiu. Impagável. 
4º lugar: Licurgo fecha o trio que divertiu aos montes. Foi Licurgo quem inventou a feijoada, a pipoca, o cachorro quente. Guilherme Piva (o Shrek) foi o melhor ator da novela, sem dúvidas.
5º lugar: Caio Castro tomou gosto pela atuação. D. Pedro é mais um bom personagem na galeria do ator, melhor até que Grego (seu melhor papel em TV até D. Pedro).
6º lugar: Mesmo aparecendo pouco, Leopoldo Pacheco deixou sua marca na novela. Fred sem Alma foi um vilão à altura de seu talento, e Leopoldo mostrou que não existe papel pequeno para um grande ator. Bravo!
7º lugar: Joaquim foi o herói de Novo Mundo: e o herói lutou com toda a coragem do mundo, do começo ao fim, e sempre com um sorriso no rosto. Palmas.
8º lugar: Quinzinho passou mais da metade da novela mudo. E não houve quem não se derreteu aos encantos do menino prodígio. Quando resolveu falar, conquistou mais gente ainda. Quinzinho prometeu que vai ser um grande ator e um grande filho, e alguém dúvida? Théo Lopes, anotem: tem futuro.
9º lugar: Sebastião foi maléfico! E Roberto Cordovani deu vida a um vilão memorável. Mestre das artes, que volte logo às novelas!
10º lugar: Gabriel Braga Nunes como Tomás, um inescrupuloso vilão, na medida certa.

Aos autores, à produção, à direção, nossa gratidão!

Nota da novela: 9,0. ⭐⭐⭐⭐

Dancing Brasil 2: final

A final do Dancing Brasil n. 2 bateu seu recorde de audiência: 8 pontos com picos de 10, 1 ponto a mais que a final do Dancing 1. Yudi foi o vencedor, num final anunciado. O Dancing 2 é inferior ao 1, em muitos sentidos. Os artistas do primeiro eram melhores, com mais carisma e garra. Yudi, claro, na segunda edição foi a exceção.
Os jurados foram sublimes e o diferencial, principalmente se comparados ao júri do Dança dos Famosos. Enquanto que no Faustão as notas variam entre 9,8 e 10,0, na Xuxa, houve muitos 4,0 e 5,0.
O Dancing 3 foi confirmado para o ano que vem, mas antes acontece o Dancing especial, show de fim de ano da Record.
Ao Yudi, parabéns.
À produção, mais atenção com o elenco do n. 3.
À Xuxa, ótima como sempre.
Que venha o próximo.

Nota: 8,0. ⭐⭐⭐

Bebê a Bordo vai voltar

Vários jornalistas anunciaram o retorno de Bebê a Bordo em substituição à Tieta, no canal Viva. Carlos Lombardi foi dispensado pela Record, que não soube aproveitar o talento do autor de Quatro por Quatro, Uga Uga, Kubanacan e Perigosas Peruas. Bebê a Bordo é uma comédia simples e gostosa. Gostei muito da escolha. Segue a abertura da novela, que conta com Isabela Garcia, Tony Ramos, Maria Zilda, Guilherme Fontes, Guilherme Leme, Dina Sfat, entre outros. A história de Heleninha é muito próxima ao filme Ninguém Segura esse Bebê. Diversão garantida.


sexta-feira, setembro 15, 2017

Ivana e Ruy não são filhos de Eugênio

Curiosidade: em A Lei do Amor, novela que antecedeu A Força do Querer, aprendemos com os personagens de Thiago Lacerda, Camila Morgado (ambos de olhos claros) e Ricardo Tozzi (olhos castanhos) que quando um casal tem olhos claros, os filhos, obrigatoriamente, terão olhos claros. Foi assim que Ciro (Thiago Lacerda) obteve a certeza que não era o pai de Caio. Confira aqui. Portanto, Ivana (Carol Duarte) e Ruy (Fiuk) não são filhos de Eugênio (Dan Stulbach), afinal tanto Dan como Maria Fernanda Cândido têm os olhos claros. Das duas, uma: ou a Joyce pulou a cerca duas vezes ou eles foram adotados. 

Pega essa bomba, Glória Perez!

segunda-feira, setembro 11, 2017

Carla Diaz: Khadija ficou nua na TV



Carla Diaz, a eterna Khadija de O Clone (2001) voltou à Globo como Carine de A Força do Querer, atual fenômeno da Globo. E na semana que passou, uma cena deixou a internet em polvorosa. Carine mostrou os seios. Veja a cena no vídeo acima.

Fonte: Youtube - Canal Gatas da TV.


domingo, agosto 27, 2017

Gianecchini apenas deu um beijo de amigo

O ator Reynaldo Gianecchini, galã da Globo, é flagrado aos beijos com outro homem. Qual é a surpresa? Gianecchini é gay, é bissexual ou foi apenas um beijo de cumprimento? A assessoria afirma que é apenas um cumprimento de amigo. O fato é que Reynaldo sempre foi alvo de comentários em torno de sua opção sexual.
Reynaldo é gay? Reynaldo é bissexual? Reynaldo apenas deu um beijo de amigo? Certamente Reynaldo não vai assumir uma eventual homossexualidade. Reynaldo é um dos maiores galãs do Brasil, fatura milhões em cima dessa imagem, portanto, verdade ou não, Reynaldo deu apenas um beijo de amigo. Se a moda pega!
No início do ano, o ator Leonardo Vieira, o eterno José Inocêncio jovem de Renascer (1992), foi também flagrado beijando outro homem. Diferentemente de Gianecchini, Leonardo assumiu que eles não eram apenas bons amigos.
Machista ou não, o fato é que Reynaldo é um ator, um bonito ator, que nas novelas faz o tipo "pegador", imagem esta que não poderá ser afetada, ou seja, o martelo está batido: eles são apenas bons amigos, ou seja, tudo não passou de um cumprimento de amigo. E a vida segue.

quinta-feira, agosto 17, 2017

O que há por trás da implicância de Leão Lobo com a Xuxa?

Nesta semana, Leão Lobo, em seu programa do SBT, Fofocalizando, disparou contra Xuxa: "Ela é engessada. Sempre foi". Não é de hoje que ele ataca a apresentadora. Por quê? Alguém pode responder? O que chama a atenção é que é gratuito. Leão Lobo criou muitas inimizades durante toda a sua carreira. Meses atrás, a vítima era o autor Aguinaldo Silva. Aguinaldo respondeu. Aguinaldo sempre responde. Xuxa, não! Parece que Xuxa se acostumou e/ou não embarca nas acusações. As críticas de Leão Lobo não são apenas para a profissional Xuxa. 
O tom irônico é a marca registrada do apresentador, jornalista e fofoqueiro de plantão. Leão Lobo é assim ou é só um personagem? Atrás desse jeito torto, há uma pessoa especial, sensível? 
Leão Lobo fez fama falando dos famosos, tal e qual a ácida Fabíola Reipert e o ok! ok! Nélson Rubéns. A diferença está no carisma. Leão não é carismático. E isso não é ruim, não! No entanto, com Xuxa, ele é insistente. Se ela sorri, se chora, se fica brava, se fica feliz, de nada importa, Leão Lobo sempre vai desconfiar de seus atos. De novo: por quê?
O que Xuxa fez para Leão Lobo? Atacar um ícone da TV dá audiência, não fosse verdade, esse post não existiria. Seria só isso? 
Xuxa é um caso único no Brasil. Ela foi modelo, namorada de Pelé, de Ayrton Senna, a apresentadora infantil mais famosa, a rainha dos baixinhos, a mulher que mais vendeu discos no Brasil sem ser cantora, a loiraça milionária. No início da carreira, participou do filme Amor estranho amor, talvez seu erro, mas é Walter Hugo Khouri, o Google pode prestar informações sobre o cineasta. Xuxa conquistou a América Latina. Fez seu Xou nos EUA. Voltou! Quis ser mãe solteira, anunciou isso em 1995, e novamente, "causou". Em pouco tempo, tinha namorado e ficou grávida. Xuxa mãe! Quando Xuxa foi mãe, um divisor de águas em sua carreira. Nessa época, era capa da Caras a cada quinze dias, da Contigo só em 1999 estampou 10. A overdose Xuxa acabou cansando muita gente. A partir disso, falar mal de Xuxa virou algo normal. Pode ser normal ferir alguém, mesmo ela sendo a Xuxa?
Xuxa cometeu sim algumas gafes, ou erros, como todo mundo, muitas vezes se comportou como uma adolescente (a tal síndrome de Peter Pan, argh!), mas dificilmente você vê a Xuxa pessoa falando mal de alguém. No Dancing Brasil n. 1, a vencedora Maytê Piragibe declarou guerra à apresentadora. Xuxa não respondeu.
Xuxa não responde por quê?
Quem cala consente?
Ou não vale a pena dar mais minutos de fama ao seu agressor?
Xuxa está certa? Leão Lobo está certo? Ou a Maytê? Ou outros?
Leão Lobo continuará atacando a Xuxa. Podem apostar! Porque Xuxa fez (e ainda faz! Não com a mesma intensidade dos tempos áureos) muito sucesso. Ditou (dita) moda. Se ela sorri, chora, esbraveja, pula, dança, não importa, minutos seguintes, estará lá, na forma de memes, de matérias do Uol, porque é a Xuxa, porque vende revistas, vende notícias (menos na Globo, impressionante como o grupo Globo esqueceu dela), vende discórdia, porque falando bem ou mal, o assunto rende.
Portanto, com ou sem motivos, bravo!, Leão Lobo acertou na mosca, digo, na Xuxa.

quinta-feira, agosto 10, 2017

Pega Pega não pegou

A nova novela das sete da Globo é sucesso de audiência (28 pontos), tem no elenco feras como: Mateus Solano, Vanessa Giácomo, Marcelo Serrado, Irene Ravache, Marcos Caruso, Nanda Costa etc., mas mesmo assim Pega Pega não pegou (com o trocadilho da palavra). O resumo de todo este descontentamento está no enredo: a novela das sete não é crível, a história do roubo, que é o seu mote principal não chama nenhuma atenção, fica repetitiva, parece andar em círculos.
Desde Alto Astral, o horário vem numa ascendência no Ibope e Pega Pega conseguiu a proeza de segurar o público da reta final de Rock Story (esta sim uma novela que dava gosto de acompanhar). Ponto para Cláudia Souto, a autora. E claro que Pega Pega tem suas qualidades: Maria Pia (Mariana Santos) é a melhor da novela, seguida por Malagueta (Marcelo Serrado), o casal Sandra Helena e Agnaldo (Nanda Costa e João Baldasserini), Bebeth (Valentina Herszage) e Pedrinho (Marcos Caruso).
No entanto, estão intragáveis Eric (Solano), Luíza (Camila Queiróz) e Júlio (Thiago Martins). Não funcionam, estão chatos (Obs.: são bons atores, principalmente os dois masculinos).
Pega Pega é aquela típica novela das sete que anda em círculos, tanto faz tanto fez, tipo A Batalha das Filhas da Mãe no Jardim do Éden (2001), Zazá (1997), Começar de Novo (2004), Bang Bang (2005) e Três Irmãs (2008), com a diferença que dá audiência.