BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, janeiro 30, 2013

O Big Brother Brasil e a lei de Murphy

BBB 13: muita putaria e pouco conteúdo.
Chegou a hora de falar do Big Brother Brasil 13. Ei, só não esperem elogios. Não dá, não consigo. Só para constar, eu gostei muito do BBB de número 10 e só! Também não compartilho com a história de que Big Brother é programa para burros, graças a Deus tenho a mente mais aberta, é apenas mais um reality, uma febre que assolou no país. É entretenimento e para quem gosta é diversão pura. Eu mesmo já me vi torcendo para um ou para outro. Normal! O problema é que este tipo de programa cansou, não apresenta novidade nenhuma. É o mais do mesmo, todo ano.
O apresentador Pedro Bial é um mestre no segmento, comanda os participantes de forma espetacular, briga quando necessário e defende também se for preciso. É uma espécie de Deus para eles. Porém, está nítido que há um desgaste natural. Pedro é um poeta, um escritor nato. Ama crônicas, é um jornalista de mão cheia e um bom comunicador. Talvez a presença de Boninho, o diretor da atração, comprometa todo o reality. O BBB precisa de inovação e quem sabe de renovação. Não do apresentador, o Big Brother tem a cara de Bial e o Bial é a cara do Big Brother, mas sim da direção. 
Antes se via uma mistura de raças, credos, pensamentos, estilos e classes sociais, agora é só marombados, peito, silicone e bunda grande, o que como homem acho ótimo! mas e o conteúdo? Para as mulheres sobram os braços fortes dos participantes. Ok, é atrativo! Ninguém quer ligar a TV e ver só gente feia, quer ser instigado! Homens adoram um motivo para fazer sexo e se o objetivo do Boninho é este, bingo! Os edredons das casas dos brasileiros agradecem. Agora, se querem que o público assista buscando entretenimento ou que os mesmos reflitam sobre determinado assunto, desculpe, mas está tudo errado!
Segundo a lei de Murphy se algo pode dar errado, então dará. Participantes mal escolhidos não dão um bom show. E aos que veem o BBB 13, boa transa!

Xuxa está apaixonada


Fim do mistério: Xuxa está namorando o ator, cantor e compositor Junno, sucesso dos anos 1980 que volta agora com força total, e mesmo que ele não queira, será uma das celebridades mais comentadas do próximo ano. Alguém duvida? 
E pelo que parece, Victor, da dupla com Léo, era só um amigo mesmo, ou não teve cacife para suportar uma celebridade do porte da Rainha. Há dois meses, Xuxa reclamou que os homens fogem dela: "Minha independência financeira faz com que os homens se afastem de mim", disse na época. O que não deixa de ser verdade, vivemos em um mundo machista, são os homens que abrem a porta do carro! Mas desta vez a coisa foi diferente: o galã de 49 anos é experiente e sabe que namorar uma mulher como Xuxa é para poucos. Os olhos do Brasil inteiro estão em cima dos dois. Eles estão na capa da Caras desta semana.
No ano passado, a apresentadora disse à Pedro Bial que sente vontades como toda mulher. Na moral Xuxa, você está mais do que certa, tem mais é que beijar muito, dar muito (ops! palavras dela, lembram?).  Boa sorte!

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Sandy, a balzaquiana

A Sandy está completando 30 anos nesse 28 de janeiro, sim! aquela menina do O que cê foi fazer lá no mato Maria Chiquinha? está velha pra ser jovem e jovem pra ser velha como a música Aquela dos 30, composta por ela mesma diz. Eu nunca fui muito fã da cantora, mas também nunca a odiei, sua voz é linda, vai!, confessa? E aos que estão na mesma faixa etária que Sandy (eu estou) acompanharam-na de pertinho, cada vitória e cada mancada na bonita carreira e com certeza já pensaram em comer (ops!) a Sandy santinha, depois a Sandy safadinha, não à toa, mesmo com um corpo mignon, a artista está no imaginário dos homens. 
Houve um tempo na carreira dela que se imaginou um novo mito: não aconteceu, Sandy não se tornou a nova Thalia (as Marias do Sbt) tampouco uma Xuxa, é apenas Sandy, uma cantora de sucesso que abandonou um estilo que lhe traria mais dinheiro e fama (o pop romântico) e anda mais soul, com um repertório mais fino. Amadureceu! Também não acho que ela consiga virar uma Marisa Monte, mas acredito que esse também não é seu sonho, Sandy quer ser Sandy! e isso ela já é! com uma carreira de 22 anos, ela solidificou sua marca na indústria fonográfica.
Feliz aniversário Sandy e continue muito fresca, muito romântica e muito meiga, é desse jeito que a gente aprendeu a gostar de você. Nada de ser aquilo que você não consegue ser. E não sei porquê, mas as mulheres de trinta me fascinam!

As cinco atrizes que pintam e bordam na novela das nove da TV Globo (são delas as melhores histórias de Salve Jorge)

Okay! Salve Jorge é uma lástima, MAS é bom deixar claro que não se trata de uma novela ruim, Fina Estampa, Esperança e Viver a Vida eram bem piores, o que de fato intriga muita gente foi a escalação de um elenco grandioso sendo que apenas vinte são realmente aproveitados. Nívea Maria, Stênio Garcia, Nicette Bruno, Natália do Valle, Cristiana Oliveira, Mariana Rios e Ana Beatriz Nogueira são exemplos de que se não estivessem ali não fariam falta nenhuma, falo isso em virtude de que os papéis à eles destinados não acrescentam em nada as suas belíssimas carreiras. 
Mas nem tudo está perdido, há aqueles que além de bem aproveitados estão também aproveitando a chance que Glória Perez lhes deu. Giovanna Antonelli segue como a número 1 da trama. Era para ter sido um personagem secundário na trama, mas não deu outra: a Helô de Giovanna é engraçada, corajosa, mostra uma força tremenda, não tem medo de ninguém, busca os fatos, não é ingênua, é apaixonante. Suas cenas com Alexandre Nero, o Stênio, outra joia rara da novela, são todas especiais, muitas nos remetem à pegada de filmes de comédia romântica. Química perfeita. Ela é ainda irônica, uma gata adorável, com um estilo só seu. Bravo!
Em outra dimensão está Letícia Spiller, que ninguém botava fé nos idos dos anos 1990, tudo por conta de um preconceito bobo por ela ter sido paquita, esquecendo claro, o quanto a menina aprendeu nos tempos áureos do Xou da Xuxa, soube o que é responsabilidade e que com disciplina venceu. É talentosa ao extremo! Era louco pela Babalu de Quatro por Quatro (Globo, 1994) e fui seduzido pela maléfica Maria Regina de Suave Veneno (Globo, 1999). Agora como a Antônia de Salve Jorge, Letícia amadureceu, melhorou o que já era bom, vem comendo pelas beiradas e tem grandes chances de se tornar a detentora dos maiores picos de audiência da atual trama das nove, a personagem promete causar comoção no grande público. Belíssima!
Nanda Costa tem em mãos a terceira melhor personagem da história. Foi massacrada pela crítica no início, aguentou firme e o inevitável aconteceu: Flávia Alessandra não conseguiu tirar dela o brilho que uma protagonista precisa ter. Morena anda muito tonta, acredita em tudo que lhe falam, não esboça nenhuma reação por conta da luta contra o tráfico de humanos, mas criou a personagem milimetricamente, só de visualizar os olhos dela já sabemos o quanto Morena está sofrendo. E mesmo nos momentos de alegria, a personagem parece pedir socorro, quer ajuda, quer que alguém consiga decifrar todos os seus segredos. Nanda se jogou de corpo e alma na caracterização e vem colhendo os frutos. Merecido!
Totia Meirelles sempre era escalada para ser amiga da protagonista, nada além disso. Chegou a hora da estrela. Wanda é a grande vilã de Salve Jorge, trono que deve perder para Cláudia Raia, caso Glória queira mesmo arriscar as fichas em Lívia Marini, porém, Totia já cativou os telespectadores. Está incrível!
E por fim, Suzana Faíni é ouro puro. Atuou maravilhosamente bem em A Favorita (Globo, 2008) e em Escrito nas Estrelas (Globo, 2010) e agora em Salve Jorge está ainda mais magnífica. É uma bruxa má a sua Dona Áurea, não aceita de jeito nenhum o envolvimento do filho com a protagonista e deverá torcer para o romance dele com Lívia, certamente vai pedir de joelhos perdão para Morena e claro, serão cenas de pura emoção. Linda!

Menções honrosas para Zezé Polessa, como sempre perfeita, para Dira Paes, que mesmo se repetindo nos personagens, consegue dar novas nuances a atual, a batalhadora Lucimar e para a lindíssima Paloma Bernardi, ótima na pele de Rosângela.

Agora, difícil mesmo de digerir são as interpretações de Rodrigo Lombardi como o patético Théo (há os que dizem que mocinhos são chatos mesmo! mas e porque o Tufão (Benício) de Avenida Brasil tinha uma boa pegada?), Antônio Calloni, o mesmo do mesmo (sempre) e Vera Fischer (sem comentários por favor!).

Trailer de José do Egito (Record, 2013)

A TV Record começa a apresentar a partir da próxima quarta a minissérie José do Egito, uma megaprodução que segue a mesma linha religiosa e bem sucedida de suas antecessoras Rei Davi, Sansão e Dalila e A História de Ester. Veja o clipe de lançamento logo abaixo:

Crítica: Amigos da Onça (novo humorístico do SBT)

Quando o canal do tio Silvio anunciou em sua programação o humorístico Amigos da Onça fui logo pesquisar para ver do que se tratava: era quase uma cópia de um quadro do Rodrigo faro, Melhor do Brasil, aos sábados pela Rede Record, ou seja, não botei nenhuma fé. Queimei a língua!
É certo que o programa não deve ter muitas temporadas, uma pelo fato que os integrantes vão virar figuras carimbadas do grande público e as pegadinhas não vão mais surtir efeito, outra porque deve se esgotar as ideias e a criatividade que hoje é nota 100 deve diminuir gradativamente seu compasso. Tudo bem! Mas isso ainda não aconteceu e para quem não viu, assista! É humor leve, despretensioso e muito gostoso. 
A audiência da estreia foi de oito pontos. O segundo episódio marcou quatro e o terceiro, novamente oito. A oscilação deve-se a programação de filmes da Globo, hoje vai ao ar o quarto episódio, após o Programa do Ratinho. A propaganda gratuita se dá por eu confiar muito no humor de Murilo Gun, Allan Benatti, Edu Nunes e Marco Zenni. São muito talentosos.
Abaixo, o primeiro episódio completo.
Humor diferente, bem parecido com o proposto pela MTV, muito aquém dos lixos Zorra Total e Os Caras de Pau, apresentados pela Globo. Segue como uma boa opção.

domingo, janeiro 27, 2013

O espetáculo mais triste da Terra

Um incêndio na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, é um dos maiores desastres da história no Brasil: são 232 mortos, número superior a tragédia envolvendo o avião da TAM em 2007. O incêndio foi numa boate de nome Kiss. Me pergunto: Como acontece uma tragédia numa boate? Resposta: Um prédio velho reformado decorado com muitos tecidos, cortinas, tapetes e madeira, realizando muitos eventos com venda de ingressos acima da capacidade da casa. Sem sistema de combate a incêndio e sem equipe de combate a incêndio.  E para encerrar, contrate uma banda que usa fogos de artificio na abertura do seu show, mesmo sendo um local fechado. Lamentável!
Se você ficou revoltado com tudo isso, imagine o que vai dizer depois de ler uma informação de uma rádio gaúcha. Atenção, muita atenção, é para ficar com nojo do ser humano. Mesmo! Seguranças tentavam impedir que as pessoas saíssem da boate sem pagar. Absurdo! 
Espero que sejam apurados os responsáveis e que todos paguem. Muito chocado e indignado! A vida vale uma comanda?! Força para esses amigos e familiares que perderam os seus entes queridos. Duas frases encerram todo esse meu dia: A primeira dita por um Bombeiro: "os celulares não param de tocar nos bolsos das pessoas mortas e isso está doendo na gente" e a outra é um sms de um jovem que mandou para a namorada antes de morrer: "Estou morrendo, não vou conseguir sair. Te amo". Triste!

quinta-feira, janeiro 24, 2013

A beleza escultural de Luíza Tomé, a Scarlet de A Indomada (Globo, 1997)

Nos anos 1990 todas as novelas do autor Aguinaldo Silva tinham Luíza Tomé no elenco. Todas! E ela fez todas elas muito bem, em especial a Scarlet de A Indomada, afinal que homem não sonha em ter uma ninfomaníaca a seu dispor e claro, uma gostosa?! E Luíza era tudo isso. Era? Continua! A atriz postou uma foto sua só de biquíni. Detalhe: ela tem 48 anos (segundo ela), pois dizem que ela diminuiu três anos. Atualmente é contratada da TV Record e está convocada para a nova novela da emissora, o remake de Dona Xepa. Vejam abaixo. Gata né? E pra quem se interessou, a bela está solteiríssima e pronta pra amar novamente. Ou só curtir, né?

Ou Glória Perez investe pesado nos vilões ou Rodrigo Lombardi afunda de vez a insossa Salve Jorge. Argh!

Giovanna Antonelli é Helô, a melhor coisa de Salve Jorge, Globo, 21h.
Eu não sou o que se possa chamar de fã inveterado da autora Glória Perez, suas novelas são muito paradas, mas visto que ela escreve sozinha, sozinha mesmo, sem co-autores, a gente tem que dar a mão à palmatória, ela entende do assunto como ninguém, o que acontece é que a mesma anda muito repetida, e o público quer ousadia. De Salve Jorge, talvez pela primeira vez na história, vejo quase que esporadicamente, e olhe lá!, não me lembro uma outra vez que deixei de acompanhar uma novela das oito (nove). 
Do que vi até agora salvo Nanda Costa, Letícia Spiller e Giovanna Antonelli. A última, aliás, é a dona da história. Linda! La Spiller está comendo pelas beiradas e está ótima. E a protagonista ganhou meu coração. Mas para quem já teve que ralar bastante na vida e sofreu o pão que o diabo amassou, a mocinha anda muito tonta, por conta disso, cansei, abri mão. Acorda Glória Perez! Mas o que mais me motivou a deixar a novela das nove de lado foi o personagem Théo, de Rodrigo Lombardi. Não suporto a ideia de que aquele homem sonso é o CARA que as mulheres tanto procuram na vida. Deus do céu, haja paciência. Ele é tudo ao extremo! Machista demais, santinho demais, pegajoso demais, perfeito demais. Eca! Tudo isso misturado a uma atuação medonha do ator. Argh!
E a vilã? Quando a Glória Perez vai aprender que uma novela pra ser boa precisa de uma vilã presente? Não acho que Cláudia Raia esteja tão mal assim, como falam, acho que Glória Perez não está investindo no personagem que daria mais pano pra manga na atualidade. Atenção (e me corrijam se eu estiver errado): ninguém está nem aí se o Théo vai terminar outra vez com a Morena, tá todo mundo esperando a guerra travada entre a mocinha e a vilã. É tão difícil assim de entender dona Glória?
Salve Jorge divide opiniões aqui em casa, talvez por isso eu ainda volte a assisti-la. E se o que a autora prometeu para a personagem da Letícia Spiller (Antônia) vingar, ah! eu volto mesmo! O marido dela vai sumir pelo mundo com sua filha. Imaginem o desespero!


P.S.: a morte de Jéssica (Carolina Dieckmann) foi perfeita. Notaram? Novela sem um bom vilão não se torna uma boa novela. Sem mais.

terça-feira, janeiro 22, 2013

Crítica: Gonzaga, de pai para filho

Na última semana a Rede Globo apresentou o filme Gonzaga, de pai para filho em forma de minissérie, assim como fez com tantas outras produções. E a audiência não fez feio: 20 pontos de média perto da meia-noite. Eu confesso que não esperava muito da história e quando assisti aos primeiros minutos do primeiro capítulo tive quase certeza de que estava certo, mas mesmo assim continuei vendo a trama, sorte minha. É de longe inferior à O Canto da Sereia, mas a narrativa sobre o Rei do Baião agradou, mesmo!
Do mesmo diretor de 2 filhos de Francisco, Breno Silveira não conseguiu a mesma proeza desta vez: Gonzaga, de pai pra filho não foi sucesso no cinema, em minhas pesquisas isso é devido a falta de tempo que o mesmo teve para produzir o filme, acabou ficando confuso, porém, afirmo, com base no que vi na televisão, a história foi linda e as músicas de Luiz Gonzaga são verdadeiras obras-primas. Uma minissérie (ou filme, como preferirem) com drama e até um pouco de comédia. Vale a pena assistir e assim como eu ficar sabendo de uma história que fez e faz parte do nosso Brasil.
Nivaldo Expedito de Carvalho e Julio Andrade, perfeitos. Nanda Costa, que atriz! Não é novidade que eu amo o trabalho dela, adoro o olhar e a densidade com que interpreta seus papéis. Vai longe na profissão. E deu para matar um pouco da saudade da Sandrinha de Por Amor (1997). Como está linda a Cecília Dassi. Em todos os sentidos!!!
De todos, outra vez João Miguel fez bonito. Foi o Só Love, o assassino de Sereia há duas semanas e na última foi Miguelzinho. Veio para ficar. Perdeu? No Youtube você consegue a minissérie completa. Pura cultura.

sábado, janeiro 19, 2013

Telhado de vidro

Uma sociedade hipócrita é a nossa. Com certeza você leu a respeito da morte de um motorista da Rede Globo, cuja causa pode ter sido provocada pela atriz Zezé Polessa, de Salve Jorge. O que tem de gente "malhando o pau" em cima de Zezé é de motivar uma forte indignação com os julgamentos infundados, afinal, até então, não se sabe se realmente as acusações são verdadeiras. E por enquanto não foi dada à atriz o direito de resposta.
Eu faço ideia de como os familiares devem estar sofrendo com a morte do motorista - morte é sempre algo doloroso - mas o que estão fazendo com a Zezé é desumano. Ainda que ela tivesse sido grosseira com ele devido ao nervosismo, ao calor da hora, todos nós estamos sujeitos a isso, a não nos controlarmos e, em situações de stress, perder um pouco a compostura, vamos lá, atire a primeira pedra quem nunca perdeu as estribeiras pelo menos uma vez na vida?
Foi um azar do destino, mas o que cansa é, nessas épocas de redes sociais, onde todo mundo tem voz, todos acharem serem Deus, julgarem por preconceito, Zezé é uma atriz global, é rica, sendo assim, é esnobe? Não gente! Está errado! Okay! É muito fácil criticar as atitudes dos outros né? Desse jeito tiramos 'o nosso' da reta. Bem simples! Um pouquinho de bom senso. só isso!

Em contrapartida, li agora a pouco que o big brother Dhomini disse no programa ter arrancado todos os dentes de um cachorro após ser mordido pelo mesmo. Detalhe: com um machado. Isso sim é sórdido! Espero que ele desminta este caso, não quero acreditar que um ser humano seja capaz de um ato tão cruel, e ainda dê risada da situação. Lamentável.

Morre, aos 82 anos, o ator Walmor Chagas

E Walmor Chagas morreu. Lamento. Quantas vezes não entrou na sala da minha casa, fazendo um belo papel. O último que lembro? Doutor Salvatore de A Favorita. Inesquecível! Mas, enfim, parece que nem foi de velhinho, já que tinha 82 anos. O ator foi encontrado caído no chão da cozinha de seu sítio, que fica na cidade de Guaratinguetá, São Paulo, morto com um tiro na cabeça. A polícia acredita que tenha sido suicídio. Uma pena! Um caseiro que acompanhava Walmor por 30 anos, contou que ele estava bem, um pouco preocupado com diabetes e com as pernas não tão firmes.

terça-feira, janeiro 15, 2013

Crítica: O Canto da Sereia

Quando estreou na TV em Sinhá Moça, esconderam o rosto de Ísis Valverde, da linda Ísis Valverde, da gostosa Ísis Valverde, da talentosa Ísis Valverde. Ísis é tudo isso e mais um pouco, é a nova Ana Paula Arósio, vai longe, tem futuro. Explodiu como a Rackelly de Beleza Pura. Todo mundo a adorava. Fez bonito em Caminho das Índias. Encantou em Tititi. Foi um dos pontos altos de Avenida Brasil. Ganhou propriedade como Sereia. Em O Canto da Sereia, Ísis foi correta do começo ao fim, sacudiu a audiência da Globo, provocou, foi estrela, fez todo mundo parar para descobrir quem matou a musa do axé.
Baseada no livro homônimo de Nélson Motta, a minissérie inovou, reinventou um final, conseguiu a proeza de ser ainda mais envolvente, Só Love (João Miguel, que eu vi no filme Estômago, um excelente filme, por sinal) a matou (a pedido dela). João Miguel foi sem dúvidas outra sensação da trama, atuação digna de um Oscar, como é rico como ator, bravo! bravíssimo! Que a Globo o convoque logo para suas próximas produções. É ouro puro. Lindo! 
Marcos Palmeira como Augustão provou que não está para brincadeira. Deu um chega pra lá na atuação canastrona do início da carreira, e depois de 2012 só tem mostrado boas interpretações. Na minissérie, foi soberbo. Marcelo Médici é outro que dispensa comentários e a bonitona da Fabíola Nascimento (parceira de João Miguel no filme Estômago) vem talhando uma carreira lindíssima na televisão. Mãe Marina foi perfeita. Por último, Gabriel Braga Nunes, ótimo como Paulinho.
Mas não teve para ninguém, não tem Ivete Sangalo que segure Ísis Valverde, a moçoila fez de Sereia uma Marilyn Monroe tupiniquim, lá da Bahia, com todas as alegrias e as dores impostas a todo mito. Maurício Stycer, que nem sempre gosto, falou muito bem: O Canto da Sereia se sobressaiu por não tratar o telespectador como idiota. Sob a direção rigorosa de José Luiz Willamarim e com um texto primoroso de George Moura e Patrícia Andrade, a trama encantou por fugir do óbvio: fez o público pensar com a mente e o coração. Uma vez visto o primeiro capítulo não tinha mais chance de parar de olhar o capítulo seguinte. Pena ter durado tão pouco. E digo mais: a partir de O Canto da Sereia, as outras produções tem que se esforçar muito para conseguir bater essa obra prima. E para Ísis, meu forte abraço.

Menções honrosas para Camila Morgado (Deus do céu, que baita atriz), o adorável Marcos Caruso e Zezé Motta. Palmas!

Minissérie perfeita, todos estiveram muito bem. Lindos! Continuidade da crítica de O Canto da Sereia, exibida pela Rede Globo na última semana. Um fato me deixou bastante contente: Marcela Cartaxo, a Salete, apareceu bem pouco, mas foi o bastante para deixar sua marca, ela é a atriz do filme A Hora da Estrela. Ela é excelente. Amo de paixão. Havia visto o longa um dia desses na TV Brasil, numa dessas madrugadas sem nada pra fazer, gostei muito. E nunca pude imaginar que a tal protagonista do filme estava viva e que era a Marcela. Passa um monte de coisas na mente, e é uma pena mesmo a mídia e o público só darem chance a quem é bonito. Marcela é a prova viva que não existe papel pequeno para quem tem talento. Parabéns!

quinta-feira, janeiro 10, 2013

Rainha: Xuxa é a única brasileira na lista das que mais venderam discos de toda a História

                 Xuxa é a única artista brasileira que figura entre as cinquenta mulheres que mais venderam discos na História segundo o respeitável Mediatraffic. A lista liderada por Madonna, que vendeu impressionantes 196 milhões de álbuns, tem a rainha dos baixinhos ocupando o 26º lugar com 35 milhões. Confira a lista completa:


1. Madonna – 196.000.000 
2. Celine Dion – 163.500.000
3. Mariah Carey – 150.700.000
4. Barbra Streisand – 140.000.000
5. Whitney Houston – 138.600.000
6. Enya – 79.000.000
7. Britney Spears – 77.400.000
8. Shania twain – 73.500.000
9. Sade – 71.000.000
10. Janet Jackson – 70.500.000
11. Gloria Stefan – 60.000.000
12. Reba Mcentire – 58.000.000
13. Tina Turner – 55.700.000
14. Diana Ross – 54.000.000
15. Alanis Morissette – 53.500.000
16. Linda Ronstadt – 47.350.000
17. Cher – 44.800.000
18. Tracy Chapman – 42.000.000
19. Norah Jones – 40.800.000
20. Spice Girls – 40.500.000
21. Ayumi Hamasaki – 40.000.000
22. Dixie Chicks – 38.000.000
23. Shakira – 37.500.000
24. P!nk – 36.300.000
25. Destiny’s Child – 35.250.000
26. Xuxa – 35.000.000
27. Christina Aguilera – 34.500.000
28. TLC – 34.500.000
29. Alicia Keys – 33.500.000
30. Avril Lavigne – 33.300.000
31. Sheryl Crow 30.000.000
32. Adele – 29.900.000
33. Toni Braxton – 29.500.000
34. Mary J. Blige – 29.000.000
35. Carole King – 28.500.000
36. Cyndi Lauper – 28.500.000
37. Faith Hill – 28.000.000
38. Jennifer Lopez – 27.500.000
39. Dido 25.500.000
40. Kylie Minogue – 25.500.000
41. Rihanna – 25.100.000
42. Beyoncé – 24.900.000
43. Hikaru Utada – 23.000.000
44. Lady gaga – 22.700.000
45. Jewel – 22.000.000
46. Taylor Swift – 20.000.000
47. Laura Pausini – 20.000.000
48. Miley Cyrus – 20.000.000
49. Kelly Clarkson – 19.700.000 
50. Amy Winehouse – 19.000.000

segunda-feira, janeiro 07, 2013

Filho de Ivete Sangalo rouba a cena em show da mãe. Veja:

O filho da musa Ivete Sangalo, Marcelo, pegou o microfone e levou a galera ao delírio, pedindo palmas para o público e cantando Acelera aê. Ivete, claro, tava toda babona ao lado dele, que mostrou que tem talento e gosta dos palcos. Assista o vídeo:

sexta-feira, janeiro 04, 2013

F.R.I.E.N.D.S

                                          F.R.I.E.N.D.S, levanta a mão quem lembra deste seriado? Muito bom né? Saudade imensa da Rachel, do Joey, da Mônica, da Phoebe, do Chandler e do Ross. 10 temporadas, de 1994 à 2004, um marco na história da televisão dos Estados Unidos, certamente no mundo todo. De todo o elenco a que se sobressaiu foi sem dúvidas a J. Aniston (Rachel), linda, talentosa, espetacular, estourou. É com certeza a namoradinha de Hollywood, posto antes ocupado pela Meg Ryan. Jennifer é bem melhor né? Os outros eram Matt LeBlanc como Joey TribbianiLisa Kudrow como Phoebe BuffayCourteney Cox como Mônica Geller David Schwimmer como Ross Geller e Matthew Perry como Chandler Bing. A seguir, um especial com os melhores momentos (pra quem curtia de verdade):




Ísis Valverde é Sereia na nova minissérie da TV Globo, e está ainda mais linda. Assista o trailer:

A mulher mais bonita da TV da atualidade está de volta, a partir do dia 8, logo após a estreia do Big Brother 13 na Rede Globo, trata-se de Ísis Valverde, a protagonista da minissérie brasileira O Canto da Sereia. Segue o trailer completo abaixo, é só dar uma espiadinha (ops, isso é com o outro programa).

Trailer de O Profeta, a nova trama que a Globo vai reprisar no VPVN

Não tem mais volta, a partir de fevereiro o Vale apena ver de novo transmitirá O Profeta (original de Ivani Ribeiro), primeiro sucesso da dupla Thelma Guedes e Duca Rachid, que assinaram logo depois as ótimas Cama de Gato e Cordel Encantado. Quando foi ao ar, em 2006, a trama marcou 32 pontos de média, um inegável sucesso e visto as duas últimas novelas reprisadas, apesar de serem duas grandes obras, O Profeta sai ganhando por não estar tão fresca na memória do público. É estrelada por Thiago Fragoso (Marcos), Paola Oliveira (Sônia), Dalton Vigh (Clóvis), Carol Castro (Ruth) e Fernanda Souza (Carola). Mas passa longe do que realmente gostaríamos de rever (é uma trama bonitinha. E só!). Qualquer semelhança com O Astro é mera coincidência. Veja o trailer (em espanhol).

quinta-feira, janeiro 03, 2013

Alice, me empresta as maravilhas do teu país?


Onde foi todo mundo? Ei! Bom dia! Ué, logo hoje que eu tou precisando de pessoas junto de mim resolveram todos irem embora. Por que? Eu fui um menino tão comportado no ano que passou. Não xinguei ninguém, ops! briguei com meu melhor amigo por coisas tão banais, não dei a atenção que ele merecia. Afinal ele era meu amigo, tinha que aceitar por obrigação meus momentos de fúria. Nossa! Ele nem me avisou que ia viajar ou algo assim.
Perdi minha namorada nos últimos dias. Quer saber, não tô nem aí. Sei viver muito bem sozinho. Mãe? Pai? Há quanto tempo não os vejo. Mamãe me ligava todos os dias do ano para saber como eu estava. Nos últimos tempos isso era tão chato que eu nem atendia mais. Estava cansado. Ainda estou. Preciso que alguém me faça companhia hoje. Só hoje. Ou por alguns minutos. 
Oi! O carinha ali da esquina nem me respondeu. Que falta de educação. Ah! Lembrei dele. Estudamos juntos. Mas eu nunca fui legal com ele. Sempre zombava dos defeitos dele. A mulher dele é bem bonita e eles parecem estar felizes. E o que eu tenho a ver com isso?
Ok! Estou em casa. Televisão LED 3D, assistir um bom filme. Não! Não quero. Sem graça isso. Está passando o Chaves, bem naquele episódio que o chamam de ladrão. Triste isso né? Não acredito. Eu assistindo a essa coisa bobinha e repetida. Não né? Pra quê? Eles insistem em dizer que as coisas mais simples da vida são o que te deixam mais felizes. As brincadeiras sadias, o amor pelo outro, a compreensão. Para né? Eu tenho tudo! Casa, carro, móveis bonitos, tudo conquistado sozinho. Sozinho? Sim, sozinho. Não preciso de ninguém. Ando com minhas próprias pernas. 
Alô!? Oi? Como assim? Meu melhor amigo morreu agora a pouco, num acidente de carro. Caramba! Não acredito nisso. E a gente estava brigado, eu fui tão duro com ele. Não o escutava. Ele sempre gostou de umas cervejas. Bebia demais. Nunca falei nada pra ele sobre isso e nunca dei chance para que ele dissesse algo. Estava com tantos problemas. 
Mãe! Você veio! Onde está o papai? Está em casa com a companhia dos meus irmãos, claro! Meus irmãos, como eles estão? Bem, claro! Minha vida está ruim. As pessoas de quem gosto se cansaram de mim. Meu amigo morreu, minha namorada agora é ex, pai, irmãos! nem eu sei mais se os conheço. Posso voltar mãe? Muito obrigado! Meu pai e meus irmãos me receberam tão bem. Como pude deixá-los?
Oi Alice! Quanto tempo, hein? Me perdoe por tudo o que lhe fiz sofrer, estava amarrado num mundo só meu, percebi que estava infeliz e que fazia quem gosta de mim muito triste. Mudei! Sei que talvez não haja mais tempo para consertar todos os meus erros, mas ainda vou pedir, com o sentimento mais puro de toda minha história de vida: Alice, me empresta as maravilhas do teu país?

Não espere as pessoas que amam você descobrirem que podem viver melhor sem você! Se isso ainda não te tocou, não espere a morte vir buscar quem você ama, depois não vai dar mais tempo. Pedir perdão a quem você ama, de joelhos em frente ao túmulo da pessoa, acreditem, não vai mudar em nada o vazio que preencherá seu coração, é uma dor que nunca vai passar. Trate bem, seja amigo, compreenda mais, ame mais! É clichê eu sei, mas faz uma diferença descomunal. Cuidem-se.


quarta-feira, janeiro 02, 2013

Rodrigo Lombardi não usou colírio no show de Roberto Carlos

              Você sabia que o especial do Rei Roberto Carlos foi o produto mais rentável e assistido no fim de ano da Globo? Somou 29 pontos de audiência. Realmente, ele não perdeu a majestade, é o cara mesmo, alguém discorda? Mas o que mais chamou a atenção de toda a Nação Brasileira foi a possível falsidade do ator Rodrigo Lombardi ao fingir um choro na plateia. Ok. Ok. Se trata mesmo de um ator limitado, mas existe gente bem pior no meio televisivo, todavia o rapaz é esforçado, merece um crédito. O coitado pagou o pato, sem culpas. Justiça ao ator. Veja:

A estreia de Os Simpsons na Band rende picos de 3 pontos de audiência

               A estreia de Os Simpsons pela TV Bandeirantes foi razoável: 2 pontos de média. A série briga diretamente com o maior produto da televisão brasileira: uma novela das nove da Rede Globo. E mesmo Salve Jorge marcar só 30 pontos, ainda assim é um produto muito forte. Com certeza daria muito mais se fosse exibido em outro horário (sem uma novela das nove para concorrer), mas não acho que a emissora esteja errada em se arriscar: falta coisas boas para bater de frente com a Globo principalmente no horário nobre. Certamente a novela da Glória Perez vai crescer em termos de audiência: a história melhorou um bocado e os núcleos de Giovana Antonelli e Nanda Costa caíram no gosto popular. Ambas estão merecendo as glórias todas. 
Os Simpsons bate de frente com as minisséries bíblicas da Record e com o Programa do Ratinho. É mais um opção para o grande público. E apesar de gostar do apresentador do SBT e ainda bater muitas palmas para o crescimento da Record na teledramaturgia, torço para que Os Simpsons emplaque no IBOPE. Sendo assim as outras vão produzir coisas novas e investir pesado em entretenimento bom e sadio. Ou vão deslanchar de vez no amadorismo e na apelação gratuita e desnecessária, mas daí cabe a você, telespectador consciente, dar crédito ou não ao que colocam no ar.
Os Simpsons na TV Bandeirantes tem todos os requisitos básicos para se tornar a prata da casa, mas a emissora deve cuidar para não abusar e usar o produto como tapa-buracos a fim de não cansar o público mais fiel. A Rede Record estragou o desenho Pica-Pau, a risada do personagem segue insuportável e está quase jogando no lixo Todo Mundo Odeia o Chris, que de tantas reprises se tornou chato assisti-lo. A história que se passa no Brooklin, em 1985, deve sair de cena por alguns meses. Com certeza voltaria com força total. Silvio Santos faz isso direto com o Chaves e o Chapolin. Mas aqui já é outra história, sendo que os seriados mexicanos se tornaram obrigatórios para a própria imagem do SBT que se autointitula a emissora mais feliz do Brasil. Boa sorte ao Homer, ao Bart, a Marge, a Lisa...

Première Nacional (Fernanda Montenegro)

                                Eu sei que muitos torcem o nariz quando o assunto é filme nacional, mas eu gosto (e muito). Central do Brasil ainda me emociona, 15 anos depois. Adorava Cidade de Deus. Vi o primeiro e o segundo Se eu fosse você. Muita gente comentava do De pernas pro ar, exibido ontem pela Rede Globo no Festival Nacional. Nunca havia assistido. Gostei. Gostei muito. É um filme leve e despretensioso, mas adorável. Foi lançado o número 2, e se for tão bom quanto o primeiro já está valendo. Ótima atuação de Ingrid Guimarães, que não brilhou sozinha, palmas para Bruno Garcia e Maria Paula. Tudo isso é para falar da Premiere Nacional, Doce de Mãe, exibido no último dia 27, um filme feito para televisão. Que a Globo produza mais. Bem mais. Foi uma história linda. E o que é Fernanda Montenegro?
A Fernandona é tudo no aumentativo mesmo: incrível como atriz, madura, sensível, tem um coração enorme e abraça a todos nós em um ato único, divino, ela é esplêndida, não à toa é muito respeitada tanto pela crítica quanto pelos fãs. 
Da Fernanda Montenegro eu me lembro muito bem da Dona Jacutinga, da primeira fase de Renascer, exibida atualmente na TV paga pelo Canal Viva, depois! bem depois só do filme Central do Brasil e O Auto da Compadecida, ah! tinha a Zazá, mas se tinha uma novela chata nos anos 1990 essa novela era essa. E ela quase não fez muita TV. Se arriscou em As Filhas da Mãe, outra que não assisti e foi a Bia Falcão de Belíssima. É uma atriz de teatro. Mas é nos filmes e nos especiais de TV que ela se sobressai ao grande público: o melhor papel na TV? A madrasta má de Hoje é dia de Maria, uma obra-prima da televisão brasileira. 
Escuto boas críticas ao filme E aí, comeu? com o chato do Bruno Mazzeo. É bom? Alguém viu? E que sejam produzidos mais filmes, seja pro cinema ou pra televisão, que a qualidade fique a cada dia mais parecida com a de Hollywood. Nós merecemos. E a Fernanda Montenegro meu muito obrigado!