BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, novembro 28, 2011

Verbalizando


A Luana Piovani soltou o verbo na Revista TRIP. Falou sobre drogas, gravidez, sexo e outras coisinhas mais.
Confira trechos da entrevista e tire suas próprias conclusões:

Maconha"Quando eu fiz 'Casseta e Planeta', perguntei pro Bussunda: 'Bussunda, querido, o que você diz quando alguém pergunta sobre maconha, sobre droga?'. E ele disse, citando alguém que eu infelizmente não lembro quem: 'Eu me tornei uma pessoa pública, não posso mais responder sobre esse tipo de coisa'. É estranho, porque com bebida não tem essa coisa", completou Luana.

Sexo na gravidez: "Talvez até, pra contradizer todas as lendas, tenha baixado um pouco. Porque tem uma mudança hormonal, que às vezes é para um lado, às vezes é pro outro... Quando essa coisa forte vem, eu vou mordendo o Pedro, sabe? Mas eu não tô subindo pelas paredes, amor de manhã, de tarde e de noite. Porque eu acordo às sete da manhã, chego às nove da noite exausta! É tirar a maquiagem, tomar banho, comer a porra da proteína com a sopa, deitar e dormir. E ele também está cansado. Mas é claro que a gente tem uma vida sexual deliciosa, eu não virei uma 'gravidinha' parada, não!"

Gisele Bündchen: Luana também falou sobre o comercial de TV em que Gisele Bündchen aparece de calcinha e sutiã e que foi considerado machista. "Eu acho que a Gisele tá cagando pra gente, amor. Tá com a conta gorda, não tá nem aí pro que as cucarachas do Brasil estão pensando. Ela tem um homem maravilhoso, um filho maravilhoso, uma mansão em Los Angeles maravilhosa (...) As pessoas acham que os artistas têm que ter essa responsabilidade. Mas eu não concordo. Temos a responsabilidade de sermos bons cidadãos, de cobrar dos políticos que a gente elege, de cuidar para que esse planeta sobreviva pros nossos netos. A gente não está aqui pra catequizar ninguém."
O término com Felipe Simão"Então, foi até um alívio, porque era um relacionamento muito difícil, era uma constante porradaria, insegurança, ciúme, pegação no pé. Até que você fala: 'Caralho, por que ele não acredita em mim?'. Você se sente um criminoso preso injustamente."
 O namoro com Marcos Palmeira"A última vez em que eu sofri muito foi aos 27 anos. Foi quando o Marquinho Palmeira terminou comigo... Porque ele é muito mais maduro e viu que nós nunca íamos dar certo, apesar de a gente se gostar muito. E hoje sei que para um relacionamento dar certo não basta o amor."
 O relacionamento com Dado Dolabella"Agora, a grande cagada foi eu ter voltado pra ele! Foi nesse momento que eu estava cega, porque a gente tinha se separado da primeira vez por conta de uma agressão física, não comigo. Ele agrediu a mãe dele, e a mãe dele me ligou falando isso. Aí minha mãe disse: 'Mas ele agrediu a mãe dele, como é que você vai voltar?'. E eu passei por cima. Então esse foi o meu momento de cegueira."




quarta-feira, novembro 23, 2011

Santinha é?


A capa desta semana da revista Contigo tem como tema a cantora country Paula Fernandes (fiu-fiu), talvez a nossa Shania Twain, ou melhor, sei lá! A matéria começa desse jeito: Ela fala “uai”, é tímida, doce, uma menina. Mas não dispensa uma boa pitada de sensualidade – sempre ressaltada por vestidos justos e curtos, que deixam seus pernões e a microcinturinha em evidência. Fica ainda mais sexy quando solta o vozeirão, meloso e forte, embalado por suas músicas românticas. Qual homem nunca sonhou com essa linda mulher? Difícil né? A moça tem o temperamento bem forte (pelo menos é o que dizem). Volta e meia pipocam na imprensa que a moça é um pouco rude com seus fãs. Ou muito. Ou nada, às vezes as pessoas falam demais. Invejinha sabe? A morena declara que nunca foi santa, e a frase lembra uma loira fatal do cinema mundial. Mas cá pra nós: você a via como uma santa? Eu não! Santinha é aquela outra, também de voz bonita. 
E Paula quer alçar voos mais altos. Declarou que quer fazer novelas. Mas as da Globo. De boba ela não tem nada mesmo. Nadica! E a sex symbol promete muito. Está pronta para virar mito. Ou será que estou exagerando?
Paula ainda substitui a partir de 2012 a cantora Sandy como garota-propaganda de uma marca de cerveja. Já antevejo muita polêmica. Paula ganhou notoriedade num segmento que a Sandy esnobou (a irmã de Junior sonha em ser uma Elis Regina), e depois a gata que veio lá de Minas (uai) é sexy mesmo quando não quer ser. Nesta ocasião (dá um clique vai!) ela quis e causou. Devassa!

terça-feira, novembro 22, 2011

Michael Jackson, o filme

Quem é fã do Rei do Pop vai gostar dessa notícia. Vem aí o filme que conta a história do astro Michael Jackson. E se aceitar o convite, caberá ao ator Johnny Depp o papel. E levanta a mão quem acha que ele seria louco de recusar um personagem desses.

É, duvido que ele não aceite.

Não lembro de ter visto algo ruim de Johnny Depp nas telonas e visto o enorme talento do ator, Michael de Depp tem tudo para entrar para a história do cinema mundial.

Um porém: Depp nega ter havido um convite: "Isso não passa de um rumor estúpido", esbravejou.

Fazendo boquinha Johnny?

Caso não houver um acerto com o pirata Jack Sparow, o personagem pode ficar com Zac Efron, Usher, Will Smith ou Justin Timberlake. 


Aceita Johnny, aceita!

segunda-feira, novembro 21, 2011

O pintinho piu



Às vezes, só no pagodinho mesmo!


domingo, novembro 20, 2011

Tia Anastácia


Em 14 de novembro de 1960, Ruby Bridges, uma menina de seis anos de idade, foi levada à escola em Nova Orleans, EUA, por uma escolta de policiais federais.
A menininha foi pesadamente insultada e ameaçada de morte por uma multidão enfurecida. Ela assistiu às aulas sozinha (as demais crianças foram mantidas em casa pelos pais). E na volta para casa foi apedrejada. Seu crime: Ruby Bridges era negra.


Leiam esse texto, depois o blogue (eu o encontrei nessas minhas andanças pela internet) inteiro, ele é no mínimo interessante.

quinta-feira, novembro 17, 2011

Um sorriso


Ele que sempre foi considerado como um dos homens mais desejados do País, enfrenta agora um câncer. Raspou os cabelos, está debilitado, sente dores terríveis, mas não parou de viver. E a admiração só cresce. Isso mesmo rapaz, sorria! Mas sorria muito! É um tapa com luva de pelica para nós, homens de boa saúde e reclamantes por natureza. A vida é bela, já dizia aquele filme lá.

Xuxa, por um Brasil melhor




  • Tudo bem! Você pode até não gostar mais da Xuxa (ou nunca ter gostado), achar que o tempo dela já passou, que seu programa na Globo é chato (e é, Xuxa não merece aquilo não!), mas você não pode, de maneira alguma, fechar os olhos para a Xuxa cidadã. Ela vem usando seu forte nome (a marca Xuxa é uma das mais poderosas do Brasil) para as causas sociais. Nem sempre concordo com o que ela quer passar (e vou esboçar aqui o que eu penso disso também). É defensora das crianças (Não bata! Eduque e Carinho de Verdade), dos animais, e está sempre a frente quando o motivo é cidadania. E isso é muito bom, mas ela radicaliza demais! Os moradores do Estado do Rio de Janeiro são contra a partilha dos royalties do pré-sal. E adivinha quem estava no meio de todo o Movimento? De todas as mãos pelas quais passou o microfone veio de uma gaúcha a declaração mais radical (leiam): “Eu queria antes de mais nada fazer uma pergunta. Quem gosta de ser assaltado? Quem gosta de ser roubado levante a mão”, provocou a rainha dos baixinhos, Xuxa Meneghel (eu já falei muitas vezes aqui que a Xuxa é a melhor comunicadora do país, ô artista pra ter boa lábia né não?), para um público variado de diversas cidades do estado do Rio. Como mais do que esperado, ninguém levantou a mão. E a apresentadora acrescentou: “Então vamos acabar com a injustiça que estão querendo fazer com o Rio de Janeiro. Eu sou gaúcha, mas sou carioca de coração”, enfatizou. Como programado, nenhum político fez uso do microfone. A decisão da organização do movimento irritou até aliados do governador Sérgio Cabral. Era de se imaginar né não? Porém, devemos reconhecer que, segundo a Constituição Federal Brasileira, todas as riquezas extraídas do Oceano são de propriedade da Nação Brasileira, respeitando sempre as fronteiras óbvio!, ou seja, pertence a todos os Estados da União. Assalto mesmo, na minha humilde opinião, é você pagar 60% de tributação sobre cada produto que você adquire. Disso a Xuxa não falou. Mas ainda assim é legal ver o povo unido, já que no Brasil tudo é sempre bem aceito. 
  • Eu gosto muito da Xuxa, é muito bom vê-la engajada nos direitos dos cidadãos brasileiros, com certeza ela será melhor ouvida pelos Poderosos do nosso Governo, mas assim como na campanha "Não bata! Eduque" a apresentadora ultrapassa todos os limites. É muito fácil uma mãe vir a público e dizer que nunca bateu em sua filha, sendo que a herdeira estuda nas melhores escolas, faz os melhores cursos, e volta para casa apenas para dormir. Qualquer pai que vê seu filho meio que esporadicamente no dia vai ter mais paciência com ele. E é claro que a apresentadora está certa. Bater é inadmissível. Teve um pai, um dia desses, que espancou o filho de dois anos até a morte, é revoltante! Mais chocante é a mulher do fia da puta ser complacente com o carrasco. É preciso educação. Boa educação! Todos deveriam ter o direito de estudar nas melhores escolas, de fazer os melhores cursos, de poderem ser crianças, acima de tudo. Mas tem que haver limites para elas também. Vivemos num mundo onde tudo é permitido e isso, leitores queridos, não pode não. Aluno batendo em professor virou coisa normal. A campanha da Xuxa deveria se chamar "Pais melhores, filhos melhores". Os pais precisam de ajuda. Seguem perdidos. Muito dessa culpa reservo ao Conselho Tutelar, instituição que visa proteger as crianças. Ele tinha tudo para dar certo, mas os envolvidos na questão estão completamente despreparados. Acabam estragando, ao invés de proteger as crianças. É fato! E fora que existe leis para (quase) todo mundo. Existe lei para a mulher, para as crianças, para os negros, para os gays, para os idosos. Que bom que existe lei pra tudo isso. É mais uma forma de conscientizar a população que deve sim haver respeito na sociedade. Mas experimenta ser hétero, branco e trabalhador. Acredite, não existe nenhuma lei para eles. Vamos todos lutar pelos nossos direitos, mas comecemos exigindo leis que não façam nenhum tipo de desigualdade social. Queria muito que a Xuxa le-se esse artigo e continuasse sim engajada (já disse e repito, é muito bom ver o maior fenômeno da TV de todos os tempos tentar fazer com que os nossos governadores trabalhem para benefício nosso), mas que fosse melhor orientada. Que buscasse todas as alternativas possíveis, que abraçasse de verdade essa ideia. Todo o povo brasileiro só terá a agradecer.
  • E a frase escrita com veemência numa reportagem de 2002 da revista Veja continua em vigor. Passaram-se nove anos e ainda não há uma mulher como Xuxa no Brasil. E se a loira continuar esse trajeto tem tudo para terminar sua estada por esse mundo como um dos maiores nomes que nosso País já teve. A dica já lhe foi dada. 

quarta-feira, novembro 16, 2011

Lula, sem barba

A foto acima nos faz pensar na força que existe na presença de uma barba no rosto de uma pessoa. Lula era alguém carregado de força, bravo, guerreiro. Virou o quê? Aquele avô doce que faz tudo pelos seus netos. Né não? Lula cortou a barba e cabelo antes de começar as sessões de quimioterapia por conta de um câncer. Que Deus o abençoe e que a cura venha rápido. E sobre o visual do ex-presidente ficou bonito. Muita força para ele.

sexta-feira, novembro 11, 2011

É Arte

18.jul.08/Reprodução Andreas Gursky

"Rhein II", fotografia feita pelo alemão Andreas Gursky em 1999, se tornou a foto mais cara do mundo, foi vendida pela bagatela de US$ 4,3 milhões (R$ 7,5 milhões). Dá licença que eu vou ali fora gritar para esse mundo, vou falar umas verdades pra ele. 


Por que não fui eu que tirei essa porra de foto? 

terça-feira, novembro 08, 2011

Não, não e não!


E quem aguenta toda essa superexposição dos cantores Zezé & Luciano? A poeira baixou, está na hora de comentar o caso dos sertanejos mais poderosos do show biz nacional. Agora em novembro, a dupla comemora 20 anos de muito sucesso. Muito de 'muitão', no aumentativo mesmo. E é bem verdade que eles estavam meio reclusos na mídia. E não, não acho que a dupla usou disso para aparecer. Seria muito infantil da parte deles utilizar desse artifício para se promover, ainda mais sabendo que existiu a possibilidade de suicídio por parte do Luciano, mesmo a dupla indo no Jô e no Faustão explicar que não foi bem assim que as coisas aconteceram. E ainda pelo fato que eles chegaram num ponto da carreira que não precisam mais de promoção, o nome deles se tornou uma marca forte e inabalável. E isso já basta!
A separação de Zezé & Luciano destruiria todo um império, seria como acabar com a magia que existe em torno dos Filhos de Francisco, ambos criados a duras penas, mas que venceram na vida com muito esforço e sofrimento. O público abraçou essa ideia e reverencia com exaustão. A família perfeita, os filhos perfeitos, os netos perfeitos. Zezé assumiu com toda a pompa esse papel e por mais que todos saibam que seu casamento com a lendária Zilú foi para as "cucuias" não é de bom tom um divórcio, mancharia uma imagem, Zilú sempre teve um papel importante na carreira da dupla. E assim terá que continuar, para sempre. Luciano, por sua vez, é uma incógnita. Está escrito em sua face: "Eu não aguento mais isso!", grita seu inconsciente. É o seu preço pela fama, dinheiro e sucesso. 
O país inteiro ouviu sua súplica e como todo mundo ama o politicamente correto fechamos os olhos, os ouvidos e nos calamos perante o sofrimento do rapaz. Luciano continuará preso em seu Castelo, onde tudo conspira para ser perfeito e é, mas nem sempre estar no lugar certo, na hora certa é uma boa opção. 
Sobre a possibilidade de um suicídio? Não, não e não! Imagina...

quinta-feira, novembro 03, 2011

Like Smoke

Ouça agora a nova música de Amy Winehouse, " Like smoke".

30'


"Justin Bieber é o pai de meu filho"

Escutem só esta: uma mulher de 20 anos está dizendo que tem um filho do cantor Justin Bieber. A notícia foi divulgada pela revista Star, que traz na capa uma foto do bebê de apenas três meses. A mulher diz ter tido uma ÚNICA relação com o cantor, nos bastidores de um show, em Los Angeles. O fato teria acontecido no dia 25 de outubro de 2010. No processo que ela move contra Justin, há detalhes do suposto encontro: “Ele começou a me agarrar e disse que queria fazer sexo comigo. Eu pedi para ele usar camisinha, mas ele disse que não queria porque era sua primeira vez e ele queria sentir tudo (O Justin disse isso? Inacreditável né não?). Foi tudo muito rápido e a relação mesmo durou cerca de 30 segundos (É, estou começando a acreditar que o Justin disse isso! Maldade minha né?!)”, declara a garota.

A assessoria do cantor declarou que acha lamentável que uma pessoa invente histórias desse tipo sobre ele. Os advogados também já se preparam para rebater o processo que exige a realização de DNA (Ra-ra-ra-ratinho). 
(Sei não, mas tem angu de caroço nessa história).


Lição do dia: usem camisinha!


Mas 30 segundos gente? Tadinho!
Ela "zuou" legal com o coitado do menino.