BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, setembro 30, 2011

A lingerie da discórdia


Pegando carona com o último post (aquele ali em baixo), mais uma do conservadorismo babaca.  A übermodel Gisele muito rica Bündchen aparece em três novos comerciais da marca Hope. Segundo os moralistas de plantão a propaganda promove o reforço do estereótipo equivocado da mulher como objeto sexual de seu marido, ou seja, senta que lá vem censura. Oh, não, de novo não! Por meio de nota, a Hope disse que a propaganda teve o objetivo de mostrar, de forma bem-humorada, que a sensualidade natural da mulher brasileira pode ser uma arma eficaz no momento de dar uma má notícia e que, utilizando uma lingerie Hope, seu poder de convencimento seria ainda maior. 
Mas o que querem essa gente, meu Deus, campanha de lingerie sem mulher vestida de lingerie? No site de entretenimento da Folha (o F5) um colunista falou isso aqui: "Homem sente tesão instantâneo, não importa se for hétero ou homo. E quando bate o tesão, ah, nada mais interessa. Nem mesmo se o foco desse desejo acabou de bater o carro. De novo". E a proposta foi exatamente essa. 
Veja o vídeo:

Cartilha esquerdista

A Christiane Torloni foi ao Rock in Rio e declarou: "Hoje é dia de Rock, bebê". Acreditem, não consigo achar graça nisso tudo, não mesmo! Aparentemente bêbada, a atriz é vítima do conservadorismo sem noção que abala esse país. Muita preguiça dessa gente. Falsos moralistas. Quem nunca bebeu um pouquinho além do que se é permitido (espera, mas beber está proibido?)? A mulher não estava trabalhando, é adulta, não prejudicou ninguém, queria apenas se divertir. Será que nem isso ela pode?
Veja o vídeo:

É fantástico, "tan"!

Ela é uma repórter de mão cheia, vencedora de muitos prêmios, por muito tempo foi a cara do Fantástico, cria suas filhas com muita dignidade, é muito rica e declarou que iria para a cama com o cantor Roberto Carlos. What? Hãn? Como? Em entrevista para o Superpop (programa da Luciana Gimenez na Redetv!) disse sem nenhum pudor que quer 'dar' pro Rei: "- Você tinha que me ver dançando com ele, eu digo: ‘vou dar pra ele’." Então tá!

Não é apenas um bumbum (sic) bonito

Apesar de achar que tudo na vida de Gretchen é sabiamente articulado foi muito digno a cantora (sic!) de rebolado e ex chacrete e ex atriz pornô virar garçonete para se sustentar. Demorou, mas finalmente subiu no conceito. Não perdeu o rebolado, literalmente. Como diria a Ana Carolina, é isso aí! Bravo Gretchen. 
Ela ainda declarou o seguinte: -'Se tivesse que me prostituir para dar comida aos meus filhos, eu faria!'. Mas disso ninguém duvida.


quarta-feira, setembro 28, 2011

A força da Calabresa

Tem um tempinho já que ando acompanhando uma mocinha na TV. A Dani Calabresa, da MTV, tem um humor carregado e inteligente, é sagaz e conduz com maestria o Furo MTV, ao lado do Bento Ribeiro, o Juca da Favorita. E está na hora mesmo dela alçar voos mais altos. Acerta de uma vez por todas um contrato com a Globo e aproveita o sucesso que está por vir. Quem ainda não viu, abaixo tem um vídeo com imitações da Dani, é hilário. Vale a pena dar uma conferida. Reparem na imitação da Dani Albuquerque, muito boa.


P.S.: Força Hebe! A apresentadora da Redetv! voltou a quimioterapia para continuar o tratamento de um câncer, descoberto no último ano.

Um aperitivo

Aos cuecas de plantão, que lá de vez em quando dão uma olhadela por aqui, eis que o site Ego da Globo publicou agora a pouco um aperitivo do que vai ser a próxima revista Sexy. Carol Nakamura, a assistente de palco gata do Programa do Faustão. Boa pedida né?

Aniversário da Record

A Rede Record comemorou ontem, 27 de setembro, 58 anos de história. E mesmo com um certo atraso, a data não poderia passar despercebida por aqui. A emissora é dona, e tem que ser orgulhar disso, dos melhores festivais de música produzidos e televisionados no Brasil, um resumo do que houve de melhor nos anos de ouro da nossa música. A Globo tentou isso no ano 2000 e deu um tiro no próprio pé. Mas falemos da Record de hoje.
A Record, por conta do grande investimento na teledramaturgia e no jornalismo, há um pouco mais de três anos ostenta o segundo lugar na audiência em todo o país. E poderia bem mais não fosse a desdenha dos grandes executivos à TV Globo. Ao invés de continuar proporcionando qualidade resolveram apenas atacar a rival. Resultado: a Globo abrangeu sua audiência e a TV de Edir Macedo travou uma guerra com a terceira colocada, o Sbt. O fraco planejamento é tão visível que a partir da próxima segunda irão reprisar a primeira temporada da novela Rebelde. Detalhe: a temporada nem acabou. Quem ganha com isso são, respectivamente, Globo, Sbt e Band, suas principais concorrentes. A Record ainda é acusada de copiar descaradamente programas da concorrência e de não respeitar horários. É frequente que mudem dia e hora de qualquer programa. Detalhe: sem prévio aviso. Ainda assim a vice-liderança da TV Record fez bem ao telespectador. A Globo quando se vê ameaçada só tende a melhorar (por essas e outras a concorrência é saudável) e o Sbt diante disso adotou uma nova estratégia: parou para ouvir quem de verdade vê televisão, no caso, nós! Mesmo não gostando dos rumos que a TV Record vem tomando (uma pena), fica aqui os parabéns. A emissora mais velhinha do país ainda se comporta como uma adolescente rebelde (com trocadilho mesmo), mas ainda assim tem lá seu charme.

Amizade colorida

Todos aqui já estão cansados de saber que curto de verdade televisão. Eu gosto e sei falar sobre esse assunto. Se deixar fico horas. Mas sempre que posso tento comentar de um filminho que por ora acho muito bom. Alguém aí já viu o filme "Amizade Colorida"? Aquele com o Justin Timberlake? Amizade Colorida é uma comédia romântica com forte apelo sexual, mas ali nada é gratuito, as cenas de nudez fazem parte do contexto e a mensagem do filme é linda. Comovente também é a abordagem do mal de Alzheimer. E aos que curtem ver gente bonita se liguem na atriz principal: Mila Kunis. Como é complicado falar de cinema, gente, vocês não imaginam! Peço ajuda dos universitários (Alan, me ajude!). A dica fica para os românticos de plantão, o filme é uma boa pedida para quem quer ficar grudadinho com a pessoa amada quarta à noite, o dia do sofá (hehehe). Veja o trailer clicando bem aqui. E para terminar, uma música, ela está incluída no longa, muito conhecida já, e muito contagiante. Trata-se de "Hey, soul sister" do Train. Confiram:

segunda-feira, setembro 26, 2011

Nevermind

Em tempos de Rock in Rio fervendo e tomando conta de todas as mídias no país surge o Nirvana com a reprodução da foto de um dos seus discos mais aclamados no mundo todo. O bebê do Nirvana tem hoje vinte anos. Confira como ficou. Basta um clique aqui. E ainda sobre a polêmica em torno dos convidados do evento (edição 2011) tem artista muito chateado em ter sido deixado de lado. E não é por menos. Dizem por aí que o Zezé di Camargo (ele mesmo, o filho do Seu Francisco) anda com um beiço de dar dó nos bastidores da fama. Coitado! O mundo sertanejo sofreu preconceito. Mas o Rock mundial promete se vingar no Carnaval. Metallica vai tocar no trio elétrico. É a globalização minha gente (sic!). E está proibido dar piti viu Cláudia Leitte?


P.S.: O Metallica não vai tocar no Carnaval. 


E o Zezé não seria tolo de cantar no Rock in Rio.

Puros de coração

O puro Tonho da Lua
Quem assiste a Mulheres de Areia pelo Vale a pena ver de novo da Globo deve (com certeza) se emocionar com a linda amizade de Ruth (Glória Pires) e Tonho da Lua (Marcos Frota). Tudo é muito verdadeiro, lindo, sincero. Nada como a sinceridade de uma amizade verdadeira não é? Quem tem um amigo de verdade sabe muito bem como isso é importante. Os homens são amigos mesmo, sem neuras, jogam conversa fora, riem, brigam, um minuto depois voltam às boas. As mulheres são eternas rivais (reparam em tudo), mas estão sempre unidas. Tenta você puxar coro contra uma mulher para ver o que acontece. E existe quem diga que um homem e uma mulher jamais poderão ser amigos (sic), pode uma coisa dessas? Uma amizade entre um homem e uma mulher pode sim acontecer (e acontece). E na vida real mesmo!  Em novelas isso aconteceu outras vezes, é raro, e outro exemplo perfeito de casal de amigos (amigos mesmo!) foram Ricardo (Leonardo Brício) e Nice (olha a Glória aí de novo) em Anjo Mau (1997). A boa amizade é sempre bem-vinda. Alguém aí quer ser meu amigo?


P.S.: mas tem que ser nessas condições. 


Amizade verdadeira é o que há de melhor nesse mundo. Né não?
Viva a vida sem preconceitos.

Piada pronta

Pra quem achou graça na escalação de Cláudia Leitte para o Rock in Rio 2011, aguenta mais essa: “Carrossel”, que ganhará versão no ano que vem no SBT poderá contar com Alexandre Frota, Gorete Milagres, Valentina Francavilla (assistente de palco de Ratinho) e Carlinhos Aguiar (que participa do ‘Jogo dos pontinhos’ do programa de Silvio Santos). É um festival de piadas prontas! Vão transformar o remake numa pornochanchada, só pode. Ou vocês acham que uma professorinha Helena (Gabriela Rivero) comportada iria fazer sucesso? Acordem! O Silvio Santos pensando nisso já convocou a totosa da Lívia Andrade para o papel principal. Estão agora esperando a titia Monique sair da Fazenda para convidá-la para viver a diretora Oliva (não é de se duvidar). Vai chover de 'guri' na frente da telinha (sic!). Vão acabar com um clássico, isso sim! 

sábado, setembro 24, 2011

Prova de Amor

Este post é uma homenagem para alguém que o Mr. ama muito. De verdade. Não! Nem adianta que não irei contar quem é a pessoa. Ela vai saber, e é o que verdadeiramente importa. 
Nesses dois anos de Mr. TV fiz muitos amigos por aqui. E gente muito querida, por sinal. Ao Rafael, do blogue amigo "Baú do Jamal", aguarde, tão logo você vai saber meu verdadeiro nome. Explico: toda vez que ele insere um comentário (todos inteligentes) trata logo de me chamar de Daniel, e na maior intimidade, diga-se de passagem (muitos sorrisos por conta disso). E trate de explicar por que escolheu me chamar assim, okay? Aos outros, peço muita calma nessa hora, o Mr. está tomando coragem e deve mostrar seu rosto muito em breve. Voltemos a homenagem. 
Desculpe desta vez eu não falar sobre TV, mas eu preciso muito dizer isso aqui para esta pessoa. O trecho é do Marley & Eu. O filme faz parte de nossa história. 

E para trazer um pouquinho de humor nisso tudo apresento a vocês esse vídeo. Passou num desses Domingos Legais do Sbt. Clique aqui e sorria.


A globalização do Rock

Felipe Panfili/AgNews
Notícia da internet: com carões e bocões, Cláudia Leitte levanta público do Rock in Rio.  


What? Hãn? Como assim? 

Tentando entender o que a cantora baiana (que é carioca) faz no maior festival de música ROCK do mundo. 
Matéria completa aqui.

quarta-feira, setembro 21, 2011

A 'nova' Gabriela

Ninguém tinha entendido nada até vazar esta informação: Juliana Paes foi reservada para a nova novela das nove da Globo com título provisório de "Maria do Mar" e do nada a cortaram do elenco. Segundo a direção, a atriz foi afastada da produção por conta de um “projeto sigiloso” da emissora. 
E o tal projeto sigiloso pode ser um remake da novela Gabriela (faz sentido!) de 1975. Tomara! A Maya de Caminho das Índias viverá o papel título. A informação é da coluna Diário da Fama, do jornal Diário de S. Paulo. Em 1975, a protagonista da trama, baseada na obra Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado, foi Sônia Braga. Pelo visto vem boa coisa por aí.

Aniversário do Mr.

Dois anos no ar: ÊÊÊ! Ou Ah, ah, ah pra alguns. Firme e forte. Mr. TV começou despretensioso, vinculava uma notinha aqui outra a co lá, mas logo foi tomando formato, falou muita besteira, riu, se divertiu. Errou! Acertou! Aprendeu muito nesse tempo todo. Esboçou opiniões, agradou, não agradou, mas não ficou em cima do muro. Nunca! Aos telemaníacos do meu Brasil varonil meus sinceros agradecimentos. Muito obrigado mesmo! E pra comemorar convoco a Dani Calabresa (ela está com um pé na Globo, uau!) e o querido do Bento Ribeiro pra animar a festa. Sobrou pra Claudete Troiano. Quem mandou ressuscitar a Leila Lopes... 

O vídeo é muito engraçado. 


Abraços turma.

terça-feira, setembro 20, 2011

O primeiro episódio de TWO AND A HALF MEN da 9ª temporada, na íntegra!

Estreou ontem a 9ª temporada da série Dois Homens e Meio, com um importante detalhe, sem seu personagem principal, o Charlie Harper (Sheen). Ashton Kutcher, o sr. Demi Moore, assumiu o posto de galã. Kutcher começou bem, é engraçado e um tanto abobalhado, bem diferente de Sheen, que fazia a linha meio cafajeste. Charlie Harper tem seu nome comentado o episódio inteiro, e realmente sua falta é imensa, mas é inegável que Walden Schmidt (Ashton) conquistou seu lugar.
Para assegurar a audiência (quase 28 milhões de telespectadores sintonizados no programa), a CBS e a Warner colocaram Ashton nu em cena.
Abaixo, o primeiro episódio da série. Confira:

Deu samba

Foto: Nana Moraes
Graças a língua afiada da atriz Luana Piovani o novo trabalho da cantora Cláudia Leitte está fervendo na internet. Está todo mundo indo conferir se o clipe é mesmo sem noção. A loira da Globo destilou todo seu veneno no twitter: "Pelo amor! Que clipe é esse? As pessoas perdem a noção! Que ‘meda’! Tô boquiaberta até agora. Curso de bom senso, vai? Ela (Claudia Leitte) é bonita, tem corpão, mas pirou no corpão, não? Tudo agora é só isso, gente. Não acho ela ruim, mas achei uma loucurinha o clipe", escreveu a atriz. Foi o estopim para que os fãs da baiana se revoltassem contra Luana e xingassem a moça. Piovani, por sua vez, se defendeu:  “Eu sou uma expectadora (sic) que ligou a televisão e ficou chocada, só isso. Não estou disputando fã do meu coração, pode continuar amando (...) Faz tanto sentido agora para mim o tipo de loucura do cara que esfaqueou o John Lennon... Esses fãs são sinistros! Deus me livre.”

P.S.: John Lennon foi baleado.

Cláudia Leitte deve estar adorando tudo isso, até quem não é fã da cantora procurou saber do que se tratava.

O clipe foi lançado no Fantástico no último domingo.


Divulgação

domingo, setembro 18, 2011

Xuxa-Palooza

Um cinema, em Los Angeles, vai fazer uma mostra onde serão exibidos filmes da Xuxa. Até aí, tudo bem, né? O curioso é que no site do evento Xuxa é chamada de “linda atriz de filmes pornô-soft que se tornou apresentadora infantil e conquistou os adultos por três décadas por causa de sua alta tensão sexual”. O filme escolhido pelo cinema é Super Xuxa contra o Baixo Astral do ano de 1988. Segundo o site do evento, o longa tem conotações sexuais e será apresentado em uma espécie de festa do pijama com dança, pintura de rostos, artesanatos e docinhos, assim como era o antigo programa da apresentadora, o Xou da Xuxa (Globo). Bizarro! Diante de tanta informação desencontrada resta apenas a Xuxa mover mais uma ação na Justiça. Os americanos comeram bola desta vez. Uma pena! O acontecido só reforça o preconceito contra a Xuxa. A apresentadora da Globo deve se arrepender até o último fio de cabelo por ter aceitado participar do filme "Amor, estranho amor" em 1982. 

Muita fé

A revista VEJA desta semana publicou uma foto do ator REYNALDO Gianecchini careca. Ele enfrenta um câncer e decidiu raspar a cabeça antes mesmo de sentir os efeitos do tratamento. Continua galã. 
Muito bonito é a atitude de sua ex-mulher, a apresentadora, entrevistadora e atriz (ufa!) Marília Gabriela. Gabi está sempre presente, num momento delicado e que a ajuda e o apoio das pessoas é fundamental. Ela ainda andou declarando que ainda o ama. Alguém duvida?

Segundo a publicação, Giane intensificou seu lado espiritual para obter a cura. Louvável!

sexta-feira, setembro 16, 2011

Crítica: Mulheres de Areia

Glória Pires como Ruth e Raquel. A interpretação é tão perfeita que o público sabe quem é quem mesmo quando ambas assumem a identidade da outra. Incrível.
No último dia 12 a Globo voltou a exibir o grande sucesso "Mulheres de Areia". E blá-blá-blá! Todos estão cansados de saber que se trata de um verdadeiro fenômeno de audiência, então vamos logo aos fatos. Da obra de Ivani Ribeiro (morta em julho de 1995), o Vale a pena ver de novo  só tem a ganhar com a história das gêmeas Ruth e Raquel. Falar que foi o auge da atriz Glória Pires seria como esquecer dela na pele de Maria de Fátima em Vale Tudo (1988) ou mesmo rifar do histórico da teledramaturgia brasileira a Dona Norma de Insensato Coração, fora do ar há mais ou menos três semanas. Mas revendo os cinco primeiros capítulos constatamos mais uma vez o grande talento dessa atriz maravilhosa. Ruth é a mocinha da história, uma boba, acomodada, como definiu a personagem Raquel no segundo capítulo, mas talhada com muito esmero. O público torce por Ruth, contrariando as mocinhas das novelas atuais (Diana de Passione, Marina de Insensato Coração e Patrícia da atual Fina Estampa), todas chatas. Glória faz par com o ator Guilherme Fontes, o Marcos Assunção, excelente a química dos dois. Reparem no jeito de andar de Ruth, logo perceba o jeito de Raquel, você notará a diferença. Coisas de uma atriz que dispensa qualquer tipo de comentário. É um privilégio ver Glória Pires atuando. 
Quem assistiu O Clone e viu um Marcos Frota delinquente em cena vê em Tonho da Lua um ator impressionante. É emoção pura, ingenuidade comovente. É uma delícia ver que  quando Marcos Frota quer, ele atua muito bem. Lembrei dele na novela Vamp (atualmente reprisada pelo canal Viva). Ele interpretava Augusto Sérgio e junto com a magnífica Vera Holtz (Miss Penn Taylor) investigavam os vampiros. Memorável. Mas voltemos a Mulheres de Areia. Marcos Frota brilha junto de Paulo Goulart, ouso dizer que Donato é seu melhor papel em novelas, pelo menos de 1993 para cá. Bem, os vilões de Mulheres de Areia estão soberbos. Além de Paulo Goulart, temos o prazer de matar a saudade do eterno Geremias Berdinazzi, o senhor Raul Cortez (Virgílio Assunção). Atuação impactante, lindo demais. Paulo Betti é um tremendo cafajeste e esbanja charme em cena e Henri Pagnoncelli começa a por as manguinhas de fora. Lembro que em 1993, na primeira vez que vi a novela, tive completa repugnância pelo ator. Odiava o que ele fazia com a Ruthinha. Culpa do ator que fez com maestria o oportunista César. E claro, a Raquel de Glória Pires, sem dúvida nenhuma uma das melhores vilãs de todos os tempos.
Humberto Martins dá vida ao machão Alaor e Vivianne Pasmanter (sumiu também) transpira rebeldia como a mimada Malu. Os dois vão se encontrar em cena e protagonizaram um dos melhores casais da trama (senão o melhor). É só aguardar. Eloíza Mafalda é divina. Lembro que antes da Manoela, a atriz tinha dado vida a Gioconda Pontes em Pedra sobre Pedra, um ano antes. Um demônio. Mas na trama das gêmeas, Eloíza foi boa e eu, menino na época, esqueci de suas malvadezas na trama anterior e me encantei. Saudade dela. Muita! Sebastião Vasconcellos, Laura Cardoso, Adriano Reis e Nicette Bruno são outros que só acrescentam a cada cena. E ainda podemos acompanhar dona Susana Vieira, talvez em sua melhor década. Além de dar vida a submissa Clarita, Susana brilhou em Fera Ferida (Rubra Rosa), A Próxima Vítima (Ana) e Por Amor (Branca). Depois confundiu ficção e realidade e pagou muitos micos (Senhora do Destino é exceção). 
Andréa Beltrão (Tônia) sempre foi um furacão como atriz e Isadora Ribeiro (Vera) era um furacão como mulher. Benzadeus. Quem assiste o programa do Danilo Gentili na Band notou uma figura tarimbada de lá no folhetim reapresentado pela Globo. Trata-se de Marcelo Mansfield. Na história ele é Santiago, um tremendo baba-ovo de patrão. Mas muito engraçado. É por essas e outras que vale muito a pena ver de novo novelas antigas. 
Mulheres de Areia marcou ainda a estreia da atriz Karina Perez às novelas. A moça tinha todos os pré-requesitos para se firmar como estrela da casa, mas não vingou. Em 1995 voltou ao ar em Explode Coração e desapareceu do mapa depois disso. Gabriela Alves, Eduardo Moscovis, Lu Mendonça, Chico Tenreiro, Ricardo Blat (as cenas dele esperando rever o tubarão que levou seu braço são especiais), Denise Milfont (outra que sumiu), Antonio Pompeo, Giovanna Gold, Cibele Larrama (lembro dela depois de Mulheres de Areia só em A Viagem, ela tem um jeito Dira Paes de ser, sei lá, me lembra), Alexia Deschamps (essa moça fez muitas novelas na época), Stephan Nercessian, Jonas Bloch, Joel Barcellos, João Carlos Barroso (este sempre me deu a impressão de ser muito boa gente, em todas as novelas), Thaís de Campos e Daniel Dantas completam uma trupe que deu muito certo. A novela contou também com a participação pra lá de especial de Carlos Zara (já falecido), o Marcos da primeira versão. Nessa, ele aparece como Zé Pedro. 
Mesmo em 1993 sua exibição ir na faixa das seis da tarde o Ministério da Justiça implicou com a trama 18 anos depois. A Globo teve que cobrir os seios da Mônica Carvalho na abertura original. Faça a comparação. Ano 1993 e ano 2011. Detalhe: em 1996 a abertura foi a mesma exibida três anos antes. Censura. 
A audiência da primeira semana se assemelhou com a primeira de O Clone, em torno de 15 pontos na Grande São Paulo. A expectativa é que logo passe a barreira dos 20 pontos. Coisa que já acontece no Rio de Janeiro. Lá Mulheres de Areia tem mais audiência que as inéditas Malhação e O Astro. Em Belo Horizonte a audiência é ainda maior. Boas novas as gêmeas Ruth e Raquel. Que depois delas deem o ar da graça Tieta, Pilar Batista, Dinah e a sucateira Maria do Carmo. Não custa sonhar.


Os embates entre Raquel e Virgílio, a quem ela chamava de “sogrinho”, são memoráveis. Vale a pena rever um deles, em que Virgílio pensa estar falando com Ruth. Veja:

Perdeu os primeiros cinco capítulos. Aproveite a oportunidade, antes que venha a Globo e resolva cancelá-la no Youtube.





Clipe de lançamento: vem aí a nova novela das seis da Globo

Dia 26 de setembro estreia na Globo a nova novela das seis, A Vida da Gente. Escrita por Lícia Manzo (a autora faz sua estreia em telenovelas), a trama tem um quê das boas novelas de Manoel Carlos. Assista o trailer, o folhetim tem tudo para conquistar os telespectadores.

quinta-feira, setembro 15, 2011

Cássia Kiss: a dona de Morde & Assopra.

Morde & Assopra começou muito bem, tinha um estilo O Cravo e a Rosa de ser, foi declinando conforme as semanas foram passando, a audiência caiu e o autor Walcyr Carrasco fez alguns ajustes. Muitos personagens foram tirados de cena e os que saíram nem fizeram falta. O drama de Dulce (Cássia Kiss) se tornou o mote principal da trama e mesmo todas as acusações de plágio (e parece que ele tem mesmo razão) do Aguinaldo Silva, de Fina Estampa, a novela das sete engrenou. Morde & Assopra já tem 30 pontos de média geral e falta mais de um mês para seu fim. Deve superar Tititi com facilidade. Na última segunda-feira, aliás, marcou 38 pontos de média. Tititi foi espetacular desde o primeiro capítulo, mas nunca conseguiu tal feito, nem em seu capítulo final. Destaques para Elizabeth Savalla (que eu mesmo critiquei no início, mas a personagem cresceu muito e se livrou das comparações dos últimos trabalhos da atriz na Globo), Ary Fontoura, Kléber Toledo, a bonequinha da Marina Ruy Barbosa, Adriana Esteves, Mateus Solano, a Vera Mancini (a empregada da Salomé), a Jandira Martini, André Gonçalves, Carla Marins, Vanessa Giácomo e Paulinho Vilhena (nunca que imaginaria um dia dizer flores desse ator, paguei com a língua). O autor ficou devendo muito a Carol Castro e ao Otaviano Costa. Este último podia ter tido muito mais espaço, ele é incrível como ator. Mas Morde & Assopra é de Cássia Kiss, atuação magnífica de uma atriz completa. Linda! 

P.S.: Numa de minhas críticas a novela das sete Flávia Alessandra foi metralhada pelo Mr. TV no início. Naomi robô não dava para engolir. De jeito nenhum. O autor cortou a robô por um bom tempo e investiu na Naomi humana. E Flávia Alessandra está sublime. Bravo!

Negra linda

A moça que ganhou o Miss Universo, a bela Leila Lopes, já começa a sentir o peso de ser famosa. O colunista Léo Dias, do jornal Extra afirmou em seu blogue que o cabelo dela é aplique. Não importa, a negra é linda, o corpo é escultural e é tudo natural. 

Com certeza mereceu o título que ganhou.
AP/Andre Penner

terça-feira, setembro 13, 2011

O homem do ano

A revista Alfa elegeu o homem do ano. É ele, meu amigo José Luis Datena. O "cara" troca de emissora como quem troca de roupas, compra briga com meio mundo, faz tudo para ter boa audiência, e quando digo faz tudo, ele faz mesmo! Devia milhões para a Rede Record, foi trabalhar lá, ficou nem dois meses e não deve mais nada, garoto esperto né? Voltou para a Band, pode virar prefeito de São Paulo e eu acho que ele deva ganhar: daí vamos ver se ele é de verdade o sujeito homem que tanto diz ser, fora que ele vai ficar fora da televisão. 
Mas, digamos que ele não aceite o convite para entrar na política ou quem sabe perca (coisa que duvido) existe um plano B. Ele promete que daqui um ano encerra a carreira como apresentador de programa policial. Oba! Continue lendo...  
A notícia ruim é que ele quer continuar na TV. Sonha em ser uma Xuxa de calças. Pode isso? Realmente, estamos diante do homem do ano de 2011. Bom humor é sempre bem vindo...

Deborah Surfistinha

A linda da Déborah Secco ganhou o prêmio Contigo de cinema de melhor atriz pelo filme Bruna Surfistinha. E é muito merecido, afinal a atriz arrebentou na pele da garota de programa, convenceu e surpreendeu. Surpresa também com o novo visual adotado por ela. Bem longe de Natalie Lamour, Déborah está um tanto parecida com a Katie Holmes, mulher do galã Tom Cruise. E aí, gostaram?

Nota-se também que ela está mais magra. Déborah caminha  no sentido contrário, enquanto muitas mulheres sonham em ter o corpo de Natalie Lamour, Déborah prefere ser uma Sandy. Vai entender. 

Ainda assim, continua muito bonita.

Pé feio

Foto: André Schiliró
A Xuxa entrevistou o jogador Neymar no último sábado e aproveitou a ocasião para provocar o ex namorado Pelé. A rainha dos baixinhos disse que o pé do rei do futebol é uma das coisas mais feias que já viu. Que os dois nunca mais se bicaram desde o fim do namoro lá pelos idos de 1980 todo mundo já sabe, mas desenterrar uma briga tão antiga pode dar muito pano para a manga e caríssimos, a essa altura do campeonato ninguém quer isso. Mas em briga de rei e rainha ninguém deve meter o bedelho né não?

sábado, setembro 10, 2011

A boa fase das reprises na TV

Nesta sexta-feira dia 09 foi ao ar o último capítulo da reprise de O Clone, pela TV Globo. Produção caprichada vinda do ano de 2001 a trama trouxe de volta aquele cheiro de boa novela no Vale a pena ver de novo. Eu mesmo achava que estávamos estagnados a novelas medíocres como Sete Pecados, Sinhá Moça, Era Uma Vez e etc. Não que nenhuma delas não tivessem algo interessante, mas não justificavam nunca o título do programa. O Clone sim valeu muito a pena. Os dramas de Mel (Débora Falabella), Nando (Thiago Fragoso) e Regininha (Viviane Victorette) com as drogas, mesmo com alguns cortes (que eu achei um desperdício por parte do Ministério Público, sabendo que o tema é sempre bem-vindo para crianças e adolescentes) alertaram. A dor dos pais (Daniela Escobar defendeu com maestria sua Maysa) diante da impotência que exercem em cima da própria droga. Osmar Prado, sempre incrível. Fora a cultura muçulmana muito bem abordada e o tema central, a clonagem humana ainda hoje, quase dez anos depois, divide opiniões. Pudemos conferir o quanto Murilo Benício melhorou com o tempo. Mas ainda um tanto cru como protagonista, Léo, Lucas e Diogo, todos os três receberam tratamentos diferentes em suas caracterizações. Giovanna Antonelli, linda, linda, mesmo na pele de uma Jade que eu particularmente nunca a trataria como uma mocinha de novela. Entre Jade e Maysa me compadecia muito mais com a mãe da Mel, sem pestanejar. Cristiana Oliveira, Nívea Maria, Adriana Lessa, Beth Goulart, Juca de Oliveira, todo o núcleo cômico, praticamente todos brilharam. Teve ainda um casal magnífico interpretado pelos ótimos Antônio Calloni e Letícia Sabatella. Brilharam ainda Reginaldo Faria, Eliane Giardini, Jandira Martini e Stênio Garcia. Vera Fischer, vinda de um excelente papel em Laços de Família, fez bonito. Também foi a última vez que ela se esmerou com vontade. Depois dali só colecionou maus trabalhos. O bar da dona Jura (Solange Couto) voltou a fazer sucesso. Mas nem tudo foi flores em O Clone. Não curti ver a Deusa (Adriana Lessa) ficar esperando por um filho que não mais retornaria. Essa mulher pagou o pão que o diabo amassou a trama inteira e terminou castigada. O mesmo aconteceu com a Edna (Nívea Maria). Terminou procurando seu grande amor, o cientista Albieri (Juca de Oliveira), e este nunca deu o valor que ela merecia. Albieri e o clone foram engolidos pela areia do deserto como que um castigo pelo cientista ter enfrentado Alá (Allah) brincando de ser Deus. Deusa e Edna pagaram sem ter culpa. A indignação fica maior quando na cena seguinte vemos Alicinha (Cristiana Oliveira) se dando bem. Foi na reprise que me dei conta do porquê da autora Glória Perez ter escolhido o nome Deusa para a mãe do filho do Clone. Mataram a charada também? Mulher esperta essa Glória né? 
O Clone ficou oito meses no ar, durou mais que Insensato Coração, última novela das nove, que começou na mesma época. A audiência fechou em 17 pontos de média, 4 a mais que a antecessora Sete Pecados. E a partir da próxima segunda a Globo colocará Mulheres de Areia na faixa. E a torcida para que vire um sucesso é grande, assim quem sabe a emissora invista em tramas mais antigas e proporcione aos telespectadores mais velhos o deleite de lembrarmos de nossos passados (eu mesmo voltei a 1993 e parei para pensar de como eu era naquele ano) e aos mais novos a chance de ver verdadeiros sucessos da teledramaturgia. Fora que podemos comparar o artista ontem e hoje. A Glória Pires sempre foi um talento nato, mas está muito mais bonita hoje, aos 48 anos de idade, vocês não acham? E vou rever a Eloiza Mafalda. Atriz espetacular. Entre tantos outros. E quem não conhecia a Susana Vieira nos tempos que ela se comportava na TV essa é outra chance. 

O ano de 2011 veio com tudo na Globo, e o Vale a pena ver de novo voltou a ser um programa que dá vontade de assistir.

quinta-feira, setembro 08, 2011

Pronto, brilhei!

Sete de setembro, dia da Independência do Brasil (será mesmo?), feriado nacional, foi ao ar o capítulo mais empolgante da atual novela das nove, Fina Estampa, e tivemos ali uma cena memorável, confirmando (alguém ainda duvidava?) que Lília Cabral é uma das melhores atrizes do país (e do mundo também!), tivemos ainda um Caio Castro espetacular (emoção na dose certa, sem parecer piegas, viu Adriana Birolli?), enfim, produção caprichada, atores afiados, direção ímpar, diálogos ricos, mas ainda assim ninguém brilhou mais que a lindona da Ângela Vieira. Num capítulo forte envolvendo o drama do filho que renega a própria mãe, Mirna Bello, uma atriz decadente e com um humor refinado, deu um toque de leveza e um charme pra lá de especial ao capítulo inteiro. Quem viu Fina Estampa ontem, com certeza se emocionou, se sentiu vingado, vibrou e o mais importante, junto a tudo isso deu sonoras risadas com a atriz Mirna Bello, ops, digo Ângela Vieira. A caracterização da personagem está perfeita, um grande acerto que envolve atriz, diretor e autor. A personagem foi criada para uma participação especial, mas existe uma torcida (do público e da própria produção) para que Ângela continue na novela até o final. Tomara!

Uma linda mulher

A atriz Bruna Lombardi, 59 anos, fotografada pelo marido, o ator, diretor, cineasta, galã e etc Carlos Alberto Riccelli para a revista TRIP. Linda né?

Revistas de fofocas afirmam que Will Smith é homossexual

Segundo as próximas edições dos tablóides americanos Star, In Touch e The National Enquirer o ator de sucessos como Mib, À procura da felicidade, Eu sou a lenda, entre outros, é gay. Acusam ainda que o casamento com a Jada Smith é de fachada. Segundo o The National Enquirer, Will estaria namorando com o rapper Trey Songz. Isso mesmo! E a revista vai mais longe. Fala que a mulher estaria tendo um caso com o ex da Jennifer Lopez, o talentoso Marc Anthony. Para colocar mais lenha na fogueira, a série que ela fazia com Marc na TNT, “Hawthorne” acabou de ser cancelada. Rumores dizem que o objetivo é “abafar o caso”, sabe?  

Ainda assim desconfio da veracidade desta notícia, mas...


Cada um com o que pode

Quando se está apaixonado, vale todo tipo de esforço. Está bem, não vamos generalizar, mas com a diva do pop vale tudo mesmo. Antes de ir à Itália, para o Festival de Veneza, a cantora Madonna levou a família do Brahim Zaibat para um fim de semana divertidíssimo no Hotel Du Capno sul da França. A brincadeirinha teria custado a bagatela de 115 mil reais, um troco sabendo de quem estamos falando. Detalhe: tudo para conquistar a sogra, que é contra o namoro por conta da diferença de idade. 

domingo, setembro 04, 2011

Love Story

"E o que é a mamãe da Xuxa emocionada? Posso ver gente chorando não!!"
Durante um show dos sertanejos Victor & Léo no Rio de Janeiro, a tia Xuxa estava sentada na mesa central da primeira fila, bem à lá primeira dama. Com um microvestido preto e uma bota bem no estilo rainha dos baixinhos de ser, chamou a atenção do público, que começou a gritar: “Xuxa, eu te amo! Xuxa, eu te amo!” E não é que, uma voz ao microfone disse: “Eu também. Amo muito. Mais do que todo mundo”. Tentem adivinhar de quem era a voz? Bingo! A do Victor. Ao retornar ao palco, ele assumiu a declaração e desafiou a plateia.

"Alguém aqui duvida?", questionou ele, evidenciando ainda mais o suposto romance entre os dois.
Com um sorrisão estampado no rosto, Xuxa assistiu ao show, do início ao fim, e cantou todas as músicas. 
Quando a luz dos olhos meus...

sexta-feira, setembro 02, 2011

Rodrigo Santoro aparece envelhecido em filmagens

O charme (foto acima) do bom moço Rodrigo Santoro continua até depois dessa caracterização aqui (foto abaixo ao texto), feita para o filme Heleno. Pelo menos tem quem ache, né não?! O ator dá vida ao personagem principal do longa que trata da vida do jogador Heleno, cujo título vem daí (não me diga?), advogado, boêmio, catimbeiro, boa vida, irritadiço, galã, era homem de boa aparência, mas quase intratável. Depois de onze anos jogando futebol, entrou para a história como um dos maiores craques do futebol sul-americano. 
Boa caracterização.


Quando um comercial diz tudo...



... não é preciso dizer mais nada.

A redenção de uma estrela

Lizandra em momento mãe.
Numa pesquisa feita na Wikipédia sobre a linda da Lizandra Souto encontrei isso aqui: Lizandra Souto (Nova Iguaçu, 5 de abril de 1975) é uma ex-atriz brasileira. Por opção própria encontra-se afastada da televisão. Em 1996 casou-se com o jogador de vôlei Tande e é mãe de dois filhos, Yasmin e Yago. Meu amigo (o Humbert) e dono do bluógue O Humberto Explica não conseguiu explicar porque uma mulher linda e muito talentosa largou uma carreira em ascensão para se casar e virar a chamada Amélia daquela música. E a indignação é maior quando o marido dela resolve de uma hora para a outra se tornar uma estrela de TV. Humbert e demais leitores, talvez isso nem Freud possa explicar. E se nem eles conseguiram explicar, eu então? Mas vou dar meus pitacos, buscar opiniões e quem sabe chegar a alguma conclusão. 
Ainda no bluógue do rapaz uma leitora de lá fez um comentário pertinente. Peço licença ao Humberto e a querida Sarah (Sarah é uma leitora assídua do Humberto Explica e em todos os posts ela marca presença nos comentários e sempre traz consigo boas opiniões) para copiar sua posição sobre o caso: "Sabe que por mais fora do script que possa ser eu sempre achei uma decisão de personalidade. E olha que ela tinha mesmo certeza do que queria porque estão juntos até hoje e com uma família de comercial de margarina. Da hora", disse. E ela tem imensa razão. Mas entendo perfeitamente o que sente o Humberto, afinal fomos apresentados a Lizandra muito antes dela o tê-lo conhecido numa participação em Quatro por Quatro, novela de 1994/95. Lizandra tinha todos os requisitos de uma estrela de TV. Completa. Era linda na medida certa, muito fina e muito talentosa. A mocinha perfeita de Meu Bem Meu Mal (Vitória Venturini), bem longe das Marinas, Patricias e Dianas de hoje em dia, humor refinado como a Elisa Maria de sua última novela inteira... 
Uma notícia quentinha, saída do forno agorinha a pouco, digo do Retratos da Vida da Globo.com: Lizandra vai voltar as novelas. E vai ser na nova novela da autora Glória Perez, ano que vem, na trama que substitui a novela do João Emanoel Carneiro que vem logo depois da atual Fina Estampa. É a redenção!


Tomara!

quinta-feira, setembro 01, 2011

Simples assim

Todos que acompanham o Mr. TV sabem de minha predileção pela Xuxa como apresentadora de TV. A considero fantástica, mas tem uma outra apresentadora que anda chamando minha atenção nos últimos anos, é a Regina Volpato. Uma definição para ela: maravilhosa, assim, bem simples. Regina retornou à TV na última quarta-feira (dia 31 de agosto) e me encantou mais uma vez. Voz macia, educação ímpar, inteligência incomum, dicção perfeita, Regina é isso e muito mais. Mesmo ao lado de uma Daniela Albuquerque que é odiada por muitos (né Keila Lima? Falando nessa moça que deixou a Redetv! no dia anterior a estreia de Regina, incrível a sua coragem em enfrentar a emissora e a dona da emissora, e o que é melhor, sem descer do salto, muito importante essa colocação. Veja!), a ex apresentadora do Casos de Família (que pediu demissão do Sbt por não concordar em baixar o nível do programa, caso defendido com maestria por Cristina Rocha, que não titubeou e abraçou com unhas e dentes o fato de expor a desgraça alheia, frise, sem a menor dor na consciência), foi o tempo todo generosa e só contribui para a televisão brasileira. Nessas horas me pergunto: onde estão os executivos da Globo que ainda não perceberam o potencial dessa linda apresentadora? Enquanto isso o Manhã Maior (programa matutino da Redetv!), a própria Redetv! e o consumidor principal (os telespectadores) seguem ganhando em quesito talento, respeito com o próximo e aprendizado. Regina é o tipo de mulher que todo homem para para escutar e toda mulher para para admirar. Abaixo, confira as primeiras palavras da Apresentadora (com A maiúsculo mesmo) à frente do Manhã Maior.